Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

CITAÇÃO DO DIA


" Meu ideal político é a democracia. Que todo indivíduo seja respeitado e nenhum idolatrado." (Albert Einstein (1879-1955), físico alemão naturalizado americano)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

REDECARD E CIELO FAZEM APOSTA NOS CELULARES

O fim da exclusividade no setor de cartões, que eliminou a necessidade de manutenção de duas máquinas de pagamento pelos varejistas, transferiu a disputa entre as gigantes do setor para a tecnologia. As credenciadoras correm para ocupar o potencial de expansão dos pagamentos via celular no País: a Cielo compra e faz parcerias com empresas do segmento, enquanto a Redecard busca integrar o telefone às máquinas do comércio. A Cielo montou uma parceria com o Banco do Brasil e a operadora Oi para reforçar o Oi Paggo, braço de pagamentos da operadora móvel que atende cerca de 75 mil estabelecimentos em todo o País, sendo especialmente forte na Região Nordeste. É o segundo negócio da credenciadora em dois meses: em agosto, a empresa havia desembolsado R$ 50 milhões para assumir o controle de outra companhia similar, a fluminense M4U. Desde o início do ano, circulam notícias de que a Oi buscava um parceiro para ajudar na operação do serviço de pagamentos. De acordo com Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco, a parceria estratégica faz sentido tanto para a Oi quanto para a Cielo. Ele afirma que, para o pagamento por celular crescer no País, as credenciadoras, que têm este mercado como negócio principal, precisam estar envolvidas na operação. ?Assim, fica mais fácil de o serviço se tornar mais universal, de o pagamento de compras ser um serviço usado por clientes de várias operadoras?, diz o especialista. Conforme pesquisa da Teleco e da empresa Acision, o uso do celular para pagamentos no Brasil ainda é baixo: durante o primeiro semestre de 2010, somente 3% dos usuários de telefonia móvel no Brasil disseram ter usado o aparelho para comprar um produto ou pagar uma conta. Um levantamento feito no fim de 2009 mostra que, apesar das ressalvas relativas à segurança, 71% dos entrevistados afirmaram que usariam o celular para substituir cartões de crédito ou de débito, enquanto 66% disseram que o telefone poderia ser uma opção válida para consultar saldo ou movimentar a conta no banco. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

GRAMPO ELETRÔNICO NA INTERNET

Um plano do governo Obama para facilitar o uso de grampos eletrônicos na internet por parte de policiais e agentes dos serviços de segurança nacional foi recebido com silêncio pelas empresas online nesta semana. Google, Facebook, Microsoft, Yahoo e Research in Motion – empresas que nunca perdem a oportunidade de lançar press releases – se recusaram a fazer comentários a respeito do que pode vir a ser uma grande mudança na legislação que protege a privacidade na rede. No ano que vem, o governo Obama pretende pedir ao congresso um novo conjunto de regulamentações consideradas necessárias conforme um número cada vez maior de pessoas – e criminosos – se comunicam por meio da rede, deixando de lado o telefone. As novas regras exigiriam que as empresas da internet criassem uma maneira fácil para que policiais e agentes de segurança monitorassem e-mails criptografados e serviços de mensagens como o Skype, que permite a comunicação direta entre os usuários. O governo ainda seria obrigado a obter aprovação legal para interceptar e decodificar as mensagens. Defensores da privacidade criticam o plano e o denunciam como ameaça à liberdade de expressão, mostrando sua abertura aos abusos. Entretanto, as principais empresas de tecnologia, que defenderam agressivamente seu currículo no quesito do respeito à privacidade, se recusaram hoje a comentar a proposta – que pode afetar seus usuários e exigir certas acrobacias técnicas para ser implementada. Apenas o Facebook quis comentar, ainda que em termos genéricos, afirmando em pronunciamento: "Vamos examinar qualquer proposta quando e se esta se materializar, mas não podemos comentar a respeito de algo que ainda não vimos. Em geral, temos a política de colaborar apenas com solicitações de dados válidas e respaldadas pela lei". É verdade que o governo Obama ainda não divulgou detalhes mais específicos da proposta, o que faz com que as empresas encontrem maior dificuldade para se manifestar com mais propriedade a respeito dela. O silêncio pode também ser atribuído ao desejo das empresas de não se colocar em antagonismo em relação aos representantes do governo. Se a proposta for aprovada, as empresas da internet terão de instalar sistemas que permitam aos policiais e agentes interceptar mensagens quando solicitados a fazê-lo. Algumas empresas já contam com recursos parecidos, enquanto outras terão de desenvolvê-los e implementá-los posteriormente. Lee Tien, membro sênior da equipe de advogados da Electronic Frontier Foundation, grupo de defesa da privacidade, disse que há "questões óbvias de privacidade e liberdade civil" envolvidas no plano do governo Obama. A legislação existente já permite que policiais obtenham acesso às informações de um determinado usuário, concedido pelas empresas da internet, apesar de este processo às vezes não ocorrer com a agilidade desejada. "O governo precisa provar que um procedimento tão invasivo quanto este seja realmente necessário", disse Tien. "Mas, em se tratando do governo, as pessoas costumam acatar os pedidos sem muito questionamento."

ESTRESSE REDUZ CAPACIDADE DOS HOMENS DE INTERPRETAR EMOÇÕES, DIZ ESTUDO

Estudo realizado pela Universidade do Sul da Califórnia revela que homens estressados têm uma redução de atividade na área do cérebro responsável por compreender os sentimentos dos outros. Nas mulheres, o efeito do estresse é oposto. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores apresentaram a voluntários estressados fotografias de rostos com expressão irritada e monitoraram a atividade cerebral. "Esta é a primeira descoberta a indicar que diferenças sexuais nos efeitos do estresse estendem-se a uma das relações sociais mais básicas, o processamento da expressão facial dos outros", disse, em nota, Mara Mather, diretora do Laboratório de Emoção e Cognição da universidade. O artigo que descreve os resultados aparece na edição de 6 de outubro do periódico NeuroReport. No artigo, a equipe da pesquisadora apresentam uma série de testes indicando que homens estressados reduzem a atividade cerebral de resposta a expressões faciais, em particular medo e raiva. Tanto em homens quanto em mulheres, a observação de fotografias de rostos causa atividade na parte do cérebro usada para o processamento visual e em partes do cérebro usadas na interpretação e compreensão de expressões faciais. No entanto, homens submetidos a estresse agudo mostraram decréscimo de atividade não só na área visual mas também perda de coordenação entre partes do cérebro que ajudam a interpretar as emoções transmitidas pelo rosto visualizado. Numa diferença bem marcada entre os sexos, mulheres estressadas mostraram o oposto - aumento de atividade na área visual e aumento na coordenação entre regiões do cérebro usadas para interpretar emoções. Os níveis de cortisol, um indicador de estresse, foi manipulado nos voluntários. "Sob estresse, homens tendem a se recolher socialmente, enquanto que as mulheres buscam apoio emocional", disse a pesquisadora.

INDICADORES DO BLOG

INDICADORES EM 29-09-2010
Bovespa +0,00% 69,228,24 (17h17)
Nasdaq -0,12% 2376,56 (17h34)
Ouro 250 g BMF +0,13% 73,6 (16h10)
CAC&FR -0,67% 3737,12 (12h40)
DAX -0,46% 6246,92 (13h00)
Dólar com. -0,29% R$ 1,7050 (17h01)
Euro +0,15% R$ 2,3243 (17h57)
Poupança 0,57060%
Fonte: CMA

RIVISTA DO "MINO"


Hermínio Macêdo Castelo Branco (Mino) é cearense, natural de Fortaleza. Filho de Francisca Macêdo e Raimundo Castelo Branco, nasceu no dia 3 de maio de 1944. Formado em Direito pela UFC (inscrito na OAB), a lista de suas atribuições é extensa: desenhista, artista plástico, cartunista, programador visual, projetista gráfico, poeta bissexto, livre pensador, autor de histórias, fábulas e contos infantis, ilustrador e publicitário. Trabalhando em agências de publicidade e colaborando com quase todos os jornais de Fortaleza, passou vários anos dedicado ao trabalho de criação de marcas, programação visual e projetos gráficos. Edita sua própria publicação mensal "RIVISTA", distribuída através da editora "RISO" (de sua propriedade) para vários colégios no Ceará. RIVISTA contém toda a diversificação de seu trabalho: fábulas, contos, frases, pensamentos, artigos, poesias, ilustrações e cartuns.
O "Blog do Borjão" em homenagem ao Mino disponibiliza às 5ª feiras o tópico "RIVISTA DO MINO".

SAÚDE NO BLOG

TESTE GENÉTICO PERMITE DESCOBRIR O RISCO DE UMA PESSOA SE TORNAR CALVA

Até agora, em geral as pessoas procuravam o médico só quando seus cabelos passavam a cair tanto que se formavam áreas de calvície. Isso, felizmente, já pode mudar. Quem se preocupa com o problema deve consultar o especialista logo na adolescência, fazer o teste genético e, se puder se tornar careca, iniciar o tratamento. Assim, fica mais fácil controlar a incômoda perda dos cabelos.

por Patrícia Guedes Rittes*

Uma das principais novidades apresentadas na última reunião anual da Associação Americana de Dermatologia, em março, em Miami, nos Estados Unidos, foi um teste genético que permite descobrir o risco que homens e mulheres têm de desenvolver a alopecia androgenética (AGA), doença mais conhecida popularmente como calvície.

O teste, criado por um laboratório americano, já pode ser feito no Brasil. Consiste em apurar se uma pessoa tem a possibilidade de desenvolver a calvície por meio da análise de seu DNA. Para isso, coleta-se uma amostra de células circulantes em sua saliva. Com uma espécie de cotonete, o médico dermatologista apanha uma porção de saliva na lateral da boca da pessoa. Deixa o "cotonete" secar e o armazena em um tubinho plástico. Manda o material, então, à filial brasileira do laboratório, que o envia à sede, nos Estados Unidos, onde o teste é realizado. O resultado chega para o médico por e-mail.

O teste verifica se o homem ou a mulher têm a variante genética de maior ou de menor risco para calvície. Homens que não sabem se os pais tiveram AGA e apresentam teste genético negativo têm 70% de chance de não desenvolvê-la; se o teste dá positivo, têm 70% de risco de desenvolver AGA. Já aqueles cujos pais não têm história da doença e o teste dá negativo apresentam 90% de chance de não desenvolvê-la; se o teste dá positivo, têm 70% de possibilidade de não desenvolver AGA. Homens cujos pais têm AGA e o teste é negativo apresentam 50% de chance de não desenvolvê-la; e se dá positivo, o risco de a desenvolverem é de 80%.

O laboratório criou para as mulheres uma linha de risco para a alopecia androgenética, com números em ordem decrescente que vão de 24 a 19, para baixo risco, e de 18 a 13, para alto risco. Assim, o resultado do teste delas é um número. Mulheres com número maior que 23 têm 98% de chance de não desenvolver AGA; e as com número maior ou igual a 19 têm 63% de possibilidade de não desenvolvê-la. Aquelas que recebem número menor ou igual a 18, de outro lado, têm 71% de risco de apresentar AGA; e as que recebem número menor ou igual a 13 têm 91% de possibilidade de desenvolvê-la.

Segundo a literatura médica, a alopecia androgenética é comum no homem e infreqüente na mulher. Trata-se de uma moléstia genética, ou seja, a pessoa herda dos pais a alteração em pelo menos quatro genes que favorecem seu desenvolvimento. Ainda não se sabe exatamente como, mas o hormônio masculino testosterona, presente em pequena quantidade também na mulher, colabora para a destruição do bulbo formador do cabelo e o aparecimento da calvície.

Infelizmente, a maioria das pessoas só procura o médico para se tratar quando seus cabelos começam a rarear. Não deve mais ser assim. Quem se preocupa com o problema pode, a partir de agora, consultar um dermatologista já na adolescência, fazer o teste genético e saber se apresenta risco de se tornar calvo. É possível tratar e evitar a perda generalizada dos cabelos. Também já é possível fazer um teste para saber se o organismo da pessoa responde bem à finasterida, substância presente na maioria dos medicamentos utilizados. Caso não responda bem, o médico adota outras alternativas de tratamento.

* Patrícia Guedes Rittes (CRM 48444), médica dermatologista na capital paulista, é pós-graduada em Dermatologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Site: www.prittes.com.br

CIRCULA NA INTERNET


PLÍNIO ARRUDA DESISTE DE CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA

Ereções 2010 – O Candidato do PSOL jogou a toalha, deixou seus eleitores na mão e admitiu que faltou gás à sua candidatura:

- Meu desempenho ficou aquém do esperado, dado a adiantado da idade.  Desisto, pois não agüento um segundo turno!
 

IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem da  extensão da Praia de Maceió em Camocim - Ce

PIADA DO BLOG


EU QUERO MORRER 


O sujeito está sentado em frente ao cassino, chorando convulsivamente, com uma caixinha na mão. Passa um conhecido e se espanta:

- Mas o que foi que houve Pedrão?

- A morte! Eu quero a morte!

- O que é isso, homem? Já sei! Você perdeu no jogo?

- É. . .

- Quanto? Dez mil?

- Mais, muito mais. . .

- Não vá dizer que foram cinqüenta?

- Mais ainda. . .

- Meu Deus! Quanto?

- Cem! Cem mil!

- Ai, cacete! Se eu perdesse cem mil no jogo, minha mulher me arrancava os ovos.

- E o que é que você acha que tem dentro dessa caixinha?

TEXTO DO BLOG

NÓS, OBSOLETOS

por Luiz Fernando Verissimo*


Nenhuma notícia me animou tanto, nos últimos tempos, quanto a da volta do disco de vinil.
O vinil tinha sido declarado morto, definitivamente acabado, com a chegada do CD. Continuava à venda em nichos obscuros das lojas de disco, apenas para colecionadores de antiguidades e outros tipos esquisitos.
Mas aconteceu o seguinte: descobriram que as gravações em vinil eram superiores, em matéria de fidelidade sonora, às gravações digitais. Algo a ver com a reprodução dos harmônicos, não me peça detalhes.
E mais: concluíram que a desvantagem mais evidente do vinil em comparação com o CD, o ruído de superfície, o chiado da agulha no sulco, na verdade é uma vantagem, faz parte do seu charme.
As pessoas não sabiam bem o que estava faltando no CD e de repente se deram conta: faltava o chiado. Faltavam o poc da sujeira no disco e o crec-crec do arranhão.
Dizem que já se chegou ao cúmulo de acrescentar um chiado em gravações em CD, para simular o ruído de uma agulha lavrando um sulco inexistente. Não sei.
O que interessa a nós, obsoletos, no resgate do vinil é a perspectiva que ele nos traz do desagravo. Eu já tinha me resignado à obsolescência.
Como o disco de vinil, existia apenas como objeto de curiosidade e comiseração: sem telefone celular, sem nada nos bolsos que me informe instantaneamente as cotações na bolsa de Tóquio, a temperatura em Moscou e a raiz quadrada de 117 enquanto toca uma música e me faz uma massagem, sem nenhum outro uso para meu laptop além de escrever estes textos, mandar e receber e-mails e, vá lá, colar do Google, um homem, enfim, com saudade das pequenas cerimônias humanas do passado, como a de levar um rolinho de filme para ser revelado na loja.
E agora surge esse exemplo de regeneração para a nossa espécie, a dos relegados pela técnica. Ainda voltaremos ao convívio dos nossos contemporâneos sem precisar esconder que não temos tuiter.
Os discos de vinil saíram do seu nicho e hoje ocupam espaços respeitáveis, em contraste com os CDs, que perdem espaço. Também podemos sair do pequeno espaço da nossa resistência e proclamar que os anúncios do nosso fim foram prematuros e ainda temos alguma utilidade.
É só nos explicarem algumas coisas. O que quer dizer a tecla "Num Lock" no computador, por exemplo?

(*) romancista e cronista brasileiro.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

CITAÇÃO DO DIA



" Jornalismo é, mais do que uma profissão, uma ética. Rigor na apuração é questão de ética. Clareza também."    (José Roberto Alencar (1945-2007), jornalista mineiro)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

SEXO E DINHEIRO ATIVAM ÁREAS DIFERENTES DO CÉREBRO

O sexo e outros prazeres primários, que satisfazem as necessidades vitais, ativam diferentes áreas cerebrais das que são ativadas pelos prazeres secundários, como a obtenção de dinheiro ou de poder, de acordo com uma equipe do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS). Recompensas eróticas põem em atividade uma parte mais antiga em termos de alterações no córtex órbito-frontal, uma região na parte frontal do cérebro, enquanto que aqueles que não são essenciais para a sobrevivência ou possuem um caráter adquirido geram uma reação em uma parcela mais recente, disse o CNRS na terça-feira, 28, em um comunicado. Estas são algumas das conclusões da equipe do Centro de Neurociência Cognitiva, em Lyon, dirigido por Jean-Claude Dreher, que fez a experiência com 18 voluntários, que disputaram um tipo de jogo em que poderiam ganhar dinheiro ou a visualização de imagens eróticas, enquanto a atividade cerebral era gravada com um aparelho de ressonância magnética. As recompensas são tratadas em regiões do cérebro parcialmente comuns, mas com uma dissociação no córtex órbito-frontal, que se torna mais pronunciada quanto mais abstratas e complexas são as satisfações. Estes resultados podem fornecer uma melhor compreensão de certas doenças psiquiátricas, como a ludopatia, assim como o estudo das redes neurais envolvidas na motivação e aprendizagem, afirmou o CNRS.

ANEEL DEFENDE APARELHO ELETRÔNICO PARA MEDIR ENERGIA

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) quer obrigar as distribuidoras de energia a realizar futuras substituições de aparelhos defeituosos ou instalações de novos medidores de energia elétrica nas residências, utilizando instrumentos eletrônicos de consumo no lugar dos atuais medidores eletromecânicos. A proposta consta de audiência pública que será feita pela agência entre os dias 1º de outubro e 17 de dezembro. Segundo o especialista em regulação da Aneel, Hugo Lamin, a expectativa é de que a regulamentação seja publicada no primeiro trimestre do ano que vem. A partir da publicação, as empresas terão um prazo de 18 meses para começar a cumprir a regra. "Esse é o prazo para que os fabricantes dos equipamentos se adaptem", explicou. A Aneel dividiu em duas etapas a discussão sobre a regulamentação dos medidores eletrônicos. Na primeira, serão estabelecidos os padrões técnicos exigidos dos aparelhos e a obrigação de instalação de instrumentos em novas ligações ou na substituição de medidores quebrados. Uma segunda audiência pública, que deverá ser realizada no segundo semestre de 2011, tratará do estabelecimento de metas e prazos para que todos os medidores do País sejam trocados por equipamentos eletrônicos. "Com essa divisão, enquanto discutimos a futura substituição de todos os medidores, já será feita a padronização dos equipamentos", disse o diretor da Aneel, André Pepitone, relator do processo. Entre as exigências técnicas que a Aneel pretende cobrar dos medidores está a possibilidade de o equipamento calcular até quatro tarifas diferenciadas por dia. Isso vai permitir a cobrança de tarifas de luz distintas ao longo do dia, a exemplo do que já ocorre hoje na telefonia fixa, para incentivar os consumidores a mudar hábitos, evitando principalmente o pico de consumo que se verifica diariamente entre as 19 e as 22 horas. Assim, por exemplo, se nesse horário em que geralmente as pessoas chegam em casa e tomam banho, a tarifa for um pouco mais cara, o consumidor será estimulado a tomar banho mais tarde ou banhos mais curtos, reduzindo a necessidade de geração de energia que sobrecarrega o sistema no horário. Outro padrão que a Aneel pretende exigir dos medidores eletrônicos é a aferição da qualidade do serviço da distribuidora, principalmente a quantidade e a duração das interrupções do fornecimento de energia. Essas informações, assim como o valor da energia e o consumo, terão de estar disponíveis para os consumidores. A agência fará ainda uma consulta aos fabricantes para saber se haveria algum aumento de custo para que os aparelhos possam medir eventuais vendas de energia de consumidores para o sistema, que seriam possíveis para consumidores que possuem, por exemplo, placa de energia solar em casa. Segundo Lamin, esse recurso só será tornado obrigatório caso não eleve o custo do medidor. Lamin explicou que a instalação desses novos equipamentos será diluída nas tarifas de todos os consumidores a cada revisão tarifária. Segundo ele, isso não representará um custo adicional significativo, uma vez que já é praxe que toda troca de equipamento - incluindo os atuais medidores, postes e fios - sejam embutidos na conta de luz. Para o longo prazo, porém, o técnico avalia que haverá economia para os consumidores. A expectativa é de que a aplicação de tarifas diferenciadas reduza, por exemplo, em 5% o consumo médio mensal de cada residência. O início da regulamentação dos medidores eletrônicos é o primeiro passo para que o Brasil venha a ter uma rede inteligente de distribuição de energia, a chamada smart grid.

 VIAGRA PODE JUDAR AÇÃO DE REMÉDIO DO CANCER, DIZ ESTUDO

Além de ajudar quem tem disfunção erétil, o princípio ativo do Viagra talvez se revele um bom amigo de outra parte importante do aparelho reprodutor masculino: a próstata --em especial quando afetada pelo câncer. Isso porque, de acordo com um novo estudo, a droga pró-ereção também é capaz de aumentar a eficácia da quimioterapia contra tumores de próstata. De quebra, o sildenafil, como é conhecido, minimiza efeitos colaterais do tratamento anticâncer. Os resultados, é bom lembrar, foram obtidos com células cultivadas em laboratório e em testes com camundongos. Portanto, não é nem de longe recomendável que pessoas com a doença passem a utilizar o sildenafil por conta própria. Ainda falta validar o achado em seres humanos. A droga que foi empregada junto com o princípio ativo do Viagra é a doxorrubicina, usada contra cânceres de próstata, ovário e mama, entre outros. Apesar de relativamente eficaz, ela provoca queda de cabelo, náusea, vômitos e problemas cardíacos em quem a utiliza. Por outro lado, já se sabia que a mesma substância do organismo bloqueada pelo sildenafil durante sua ação "erétil" também é muito ativa em tumores. Já havia a promessa, portanto, de que o Viagra e outras drogas parecidas com ele pudessem ter esse efeito positivo. Foi o que mostrou a equipe da Universidade da Comunidade da Virgínia (EUA) liderada por Rakesh Kukreja. Em estudo que sairá na revista científica "PNAS", Kukreja e colegas aplicaram com sucesso a dupla de drogas contra células tumorais e contra tumores de próstata implantados em camundongos. O que eles viram, em suma, é que a combinação de substâncias aumenta a morte de células do câncer, ao mesmo tempo em que protege o coração dos roedores de maiores danos. O mecanismo pelo qual isso acontece ainda não está claro, mas é possível que o uso desenfreado de oxigênio por parte das células tumorais tenha algo a ver com o efeito. O plano, agora, é passar para testes em pessoas.

INDICADORES DO BLOG

INDICADORES DE 28-09-2010
Bovespa +0,60% 69,227 (17h16)
Nasdaq +0,41% 2379,59 (17h28)
Ouro 250 g BMF +1,08% 73,501 (15h18)
CAC&FR -0,10% 3762,35 (12h45)
DAX -0,04% 6276,09 (13h12)
Dólar com. +0,00% R$ 1,7100 (17h00)
Euro +0,62% R$ 2,3218 (17h38)
Poupança 0,52280%
Fonte: CMA

CINEMA NO BLOG

SUPLÍCIO DE UMA SAUDADE (1955)
(Love is a many-splendored thing)



 
Ficha Técnica

Outros Títulos:
A colina da saudade (Portugal)
L'amore è una cosa meravigliosa (Itália)
La colina del adiós (Espanha)
La colline de l'adieu (França)
Gênero:
Melodrama
Direção:
Henry King
Roteiro:
John Patrick
Produção:
Buddy Adler
Música Original:
Alfred Newman
Fotografia:
Leon Shamroy
Edição:
William Reynolds
Direção de Arte:
George W. Davis, Lyle R. Wheeler
Guarda-Roupa:
Charles Le Maire
Maquiagem:
Ben Nye
Efeitos Sonoros:
Alfred Bruzlin, Harry M. Leonard, Carlton W. Faulkner
Efeitos Especiais:
Ray Kellogg
Pais:
Estados Unidos
Elenco

William Holden
Mark Elliott
Jennifer Jones
Dra. Han Suyin
Torin Thatcher
Humphrey Palmer-Jones
Isobel Elsom
Adeline Palmer-Jones
Murray Matheson
Dr. John Keith
Virginia Gregg
Anne Richards
Richard Loo
Robert Hung
Soo Yong
Nora Hung
Philip Ahn
Terceiro Tio
Jorja Curtright
Suzanne
Donna Martell
Suchen, irmã de Suyin
Beulah Quo
Terceira Tia
Herbert Heyes
Padre Low
Salvador Baguez
Gerente do Hotel
Barbara Jean Wong
Enfermeira
Eleanor Moore
Secretária inglesa
Kam Tong
Dr. Sen
Jean Wong
Enfermeira
Marie Tsien
Rosie Wu
Angela Loo
Mei Loo

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA:

Oscar de Melhor Figurino
Oscar de Melhor Canção Original (Love is a many-splendored thing)
Oscar de Melhor Trilha Sonora de uma Comédia ou Drama

Prêmios Globo de Ouro, EUA:

Prêmio de Melhor Filme a Promover a Paz entre os Povos

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA:

Oscar de Melhor Fotografia
Oscar de Melhor Filme
Oscar de Melhor Atriz (Jennifer Jones)
Oscar de Melhor Direção de Arte
Oscar de Melhor Gravação de Som

Vídeos

 




Sinopse

Na Hong Kong de 1949, a Dra. Han Suyin, uma médica eurasiana, trabalha num Hospital. Estressada pela enorme carga de trabalho, é convidada pelo Dr. John Keith para comparecer a um evento social. Lá, ela toma conhecimento de que os comunistas passaram a controlar a China e das preocupações dos ingleses residentes na cidade.  É quando conhece o correspondente de um jornal inglês, Mark Elliott.  Ao ser por ele convidada para saírem juntos, ela inicialmente reluta, mas termina aceitando o convite para um jantar na quarta-feira. Embora ele seja um homem separado, os dois se sentem mutuamente atraídos, iniciando um tórrido 'affair'.  A princípio, as coisas vão bem mas, em pouco tempo, começa a surgir uma série de problemas:  as senhoras líderes do grupo de expatriados britânicos, em Hong Kong, começam a fazer comentários sarcásticos sobre o envolvimento dos dois, ao mesmo tempo em que a ex-mulher de Elliott se recusa a conceder-lhe o divórcio. Han Suyin começa a enfrentar dificuldades no trabalho, bem como, a ser pressionada por sua família a voltar para a China.  O casal persiste em sua relação a despeito de todos os problemas que enfrentam.  Quando ela vai à Chungking, na China, visitar sua família, Elliott a acompanha. De repente, ele é designado, pelo seu Jornal, para cobrir a Guerra da Coréia.  Suyin mantém seu amor por ele e, pacientemente, aguarda seu regresso.

CRÍTICAS

Baseado nas memórias da Dra. Han Suyin, "Suplício de Uma Saudade" é um maravilhoso filme.  Realizado pelo cineasta Henry King, a partir de um roteiro escrito por John Patrick, o filme, além de apresentar o caso de amor entre a médica eurasiana e o jornalista inglês, toca em assuntos como a Guerra da Coréia, o comunismo e as relações raciais. "Suplício de Uma Saudade" apresenta uma produção de alta qualidade, com uma bela fotografia, que consegue muito bem captar as belezas dos cenários, principalmente quando foca a Baía de Hong Kong. O trabalho de maquiagem, assinado por Ben Nye, consegue dar um toque oriental à personagem vivida por Jennifer Jones.  O figurino, assinado por Charles Le Maire, é um de seus pontos fortes.  Sua magnífica trilha sonora conta com a inesquecível canção "Love is a Many-Splendored Thing", seu tema principal. No elenco, os destaques são as atuações de William Holden e, principalmente, da bela Jennifer Jones.

TURISMO NO BLOG


PERUÍBE É O LADO BROTAS DO LITORAL SUL PAULISTA



Peruíbe é, sem exageros, uma espécie de Brotas com praias. A região tem mais de 300 km² de extensão e é dona de um 'quintal' de cair o queixo de qualquer famosa cidade do litoral. Trata-se da Estação Ecológica da Juréia, uma área preservada de mais de 23 mil hectares que inclui atrações de tirar o fôlego, literalmente. Variedade de praias não falta, mas quem chega a essa cidade, a pouco mais de uma hora da capital paulista, começa a descobrir possibilidades tão variadas quanto à biodiversidade encontrada na região: Mata Atlântica preservada, estação ecológica com cachoeiras, rios de águas claras para navegação e animais silvestres são algumas das redescobertas em um trecho do litoral de São Paulo que aprendeu que o potencial turístico de um destino como esse pode ir além do calçadão à beira-mar. Se depender dos títulos naturais que a cidade já recebeu, o recém-chegado turista nem vai perceber que colocou os pés em terras litorâneas. A cidade é cortada pela Serra do Itatins, considerada uma das mais belas estradas do Estado (e só se compreende o título quando se caminha pelas curvas fechadas que cortam a Mata Atlântica); faz parte do Mosaico de Unidades de Conservação Juréia Itatins, cujos principais atrativos são a Estação Ecológica e o Parque Estadual do Itinguçú; possui uma RDS (Reserva de Desenvolvimento Sustentável) como a da Barra do Una; e ainda tem praias que mal foram descobertas pelo turismo.

Na prática, isso quer dizer que a cidade conta com um cardápio variado de opções radicais como trilhas pela Serra do Itatins, banhos em cachoeiras escondidas, remadas em canoas canadenses pelo rio Guaraú, e arvorismo com tirolesa na Juréia. E para garantir que os aventureiros dêem conta de tantas atividades, a cidade da eterna juventude, como é conhecida Peruíbe, tratou até de 'inventar' uma lama com propriedades medicinais: a Lama Negra. O Rio Preto que segue o seu caminho até o mar esconde uma das químicas de sucesso de Peruíbe: uma jazida de argila crenológica de origem vulcânica e rica em enxofre. O encontro dessas águas doces e salgadas, aliado aos elementos provenientes de processos geológicos e biológicos, resultou em um produto natural utilizado para tratamentos de pele e nos casos de doenças reumáticas crônicas. Uma sessão breve de 30 minutos com a lama negra sobre o rosto já é suficiente para o visitante renovar as energias e começar a trilhar caminhos que levam a lugares escondidos no interior da Estação Ecológica Juréia Itatins. Por terra, por mar ou a bordo de um ultraleve, compreende-se, logo na primeira curva, porque os índios tupi-guaranis decidiram fincar raízes naquele trecho verde voltado para o mar.