Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

sexta-feira, 29 de junho de 2012

CITAÇÃO DO DIA


“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então a sua sociedade está condenada.” (Ayn Rand - 1905-1982, de origem judaico-russa, era escritora, dramaturga e roteirista de cinema). 

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...


GOVERNO QUER IDADE MÍNIMA PARA APOSENTADORIA DO INSS
O governo ainda não desistiu de impor uma idade mínima para as aposentadorias ligadas ao INSS. Em reunião com os líderes de partidos da base no Ministério da Fazenda, interlocutores do governo pediram prazo até o dia 10 de julho para apresentar uma proposta em substituição ao fim do fator previdenciário. A rodada de negociação foi provocada pela decisão do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), anunciada aos líderes de por o tema no plenário na próxima semana. Os deputados querem votar o projeto que acaba com o fator previdenciário e institui a regra apelidada de 85/95. Essa proposta tem o apoio das centrais sindicais. Por essa fórmula, para se aposentar com o teto do benefício, a soma da idade e do tempo trabalhado deve chegar a 85 anos, no caso de mulheres, e 95 anos, se homem. O fator previdenciário é o mecanismo usado para definir o valor do benefício que leva em conta o tempo de contribuição, a idade e a expectativa de vida do trabalhador. A regra faz com que os trabalhadores se aposentem mais tarde para obter o teto da aposentadoria. Na rodada de conversa desta quarta, o governo ponderou sobre a necessidade de instituir uma idade mínima para aposentadoria para valer no futuro, não atingindo os trabalhadores que já estão no mercado, e uma atualização periódica da regra 85/95. O líder do PDT, André Figueiredo (CE), disse que o governo pretende instituir uma reavaliação dessa fórmula, considerando o aumento da expectativa de vida do trabalhador. "Nós vamos avançar na discussão até o dia 10 de julho e levar a proposta ao plenário no mês de agosto. Vamos votar em agosto independentemente de chegar a um acordo ou não", afirmou Figueiredo. Participaram da reunião com os líderes, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, da Previdência, Garibaldi Alves Filho, de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e os secretários-executivos Nelson Barbosa (Fazenda) e Carlos Gabas (Previdência).

PROFESSORA AVALIA QUE BC SINALIZA SELIC A 6,5% ESTE ANO
A professora da PUC-RJ e diretora da Casa das Garças, Monica Baumgarten de Bolle (foto), afirmou que a redução da previsão do Banco Central para o PIB deste ano, de 3,5% para 2,5%, sinaliza que o BC pode cortar a Selic para 6,5% até dezembro. "O relatório trimestral de inflação de junho indica que o BC vai continuar a cortar os juros no atual ritmo de 0,50 ponto porcentual nas próximas reuniões. Como vão ocorrer quatro encontros do Copom de julho até dezembro, é viável que a Selic será reduzida em mais 200 pontos-base no total, o que levaria a taxa para 6,5% ao final do ano", previu. Segundo a acadêmica, a fraqueza da recuperação do nível de atividade no Brasil causa grande apreensão ao Poder Executivo, o que acabou sendo admitido tecnicamente pelo BC, cujas projeções sobre o PIB são mais conservadoras que as do Ministério da Fazenda. "O governo está muito preocupado em ativar a economia no começo do segundo semestre, pois está convicto que precisa dar fortes estímulos ao nível de atividade no curtíssimo prazo, como fez com o PAC Equipamentos. Do contrário, estaria entregando os pontos em relação ao crescimento deste ano", destacou. "Nesse contexto, os incentivos fiscais e monetários vão ser usados pelo Poder Executivo para animar o PIB, que corre o risco de subir entre 2% e 2,5% neste ano, especialmente se não melhorarem as expectativas dos empresários para retomar investimentos", disse Monica. Ela pondera que é possível que o País avance 2,5% neste ano, pois o consumo pode pegar tração no terceiro trimestre, especialmente com a renegociação de dívidas de clientes que adquiriram bens no crediário, o que pode dar um novo fôlego às compras do varejo. "E isso pode ocorrer porque o pico da inadimplência para a pessoa física deve ser registrado em julho e sua gradual redução no decorrer do ano pode melhorar as condições de concessão de crédito pelos bancos às famílias", disse.

CRIANÇAS QUE AJUDAM NA COZINHA SE ALIMENTAM MELHOR, APONTA ESTUDO
Uma pesquisa da Universidade de Alberta, do Canadá, sugere que a melhor maneira de fazer as crianças consumirem mais alimentos considerados saudáveis é fazê-las cozinhar ou ao menos ajudar no preparo de alguns pratos. "Crianças que de fato gostam de frutas e verduras são as que também mais consomem esses alimentos e têm as melhores dietas", disse Yen Li Chu, da Escola da Saúde Pública da Universidade e um dos autores do estudo. "Esses dados mostram que estimular as crianças a se envolver na preparação dos alimentos pode ser uma medida efetiva para promover a alimentação saudável", completa. O trabalho, publicado na revista Public Health Nutrition, envolveu a pesquisa de estudantes de 151 escolas de Alberta para verificar as experiências dos alunos com o preparo e a escolha dos alimentos. Quase um terço deles disse ajudar os pais na cozinha ao menos uma vez ao dia. A mesma quantidade disse que os auxiliava de uma a três vezes por semana. Um quarto afirmou cozinhar somente uma vez por mês e 12,4% não tinham participação alguma no preparo da comida. Em geral, os entrevistados disseram preferir frutas a verduras, mas as crianças que disseram ajudar no preparo mostraram maior preferência por ambos os grupos alimentares - a preferência por verduras, aliás, foi 10% superior entre os que cozinhavam. Essas mesmas crianças ainda se declararam conscientes sobre a importância de se manter uma alimentação saudável. Chu afirma que os resultados destacam a importância de colocar as crianças em atividade na cozinha, mas lembra que as escolas também devem se envolver. "Você pode ter aulas de culinária ou clubes de culinária nos colégios que estimulem o consumo de frutas e verduras e ressalte a relevância de se fazer escolhas saudáveis em relação aos alimentos", conclui. A pesquisa foi conduzida com alunos da quinta série, mas o efeito seria o mesmo entre aqueles prestes e ir para a faculdade, diz Paul Veugelers, outro dos autores do estudo. "Para muitos, ir para a universidade é também viver sozinho e ficar responsável pela própria dieta. Há lições para essas pessoas também, para que formem grupos e que se revezem na preparação e na escolha dos alimentos", recomenda.

RÁPIDAS & CURTAS DO BORJÃO:

# PROJETO DE LEI PODE DIMINUIR EXIGÊNCIAS PARA ELEIÇÃO NA OAB - Uma comissão do Senado aprovou parecer que diminui o tempo de experiência mínimo exigido para quem quer se candidatar a cargos eletivos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Atualmente, o advogado precisa ter pelo menos cinco anos de experiência. Caso haja a mudança, esse tempo poderá cair para três. A primeira versão do PL 17/2012 (Projeto de Lei), de autoria do deputado federal Lincoln Portela (PR-MG), retirava a exigência de um tempo mínimo para se candidatar aos cargos da OAB. Porém, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), relator do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, alterou o projeto estabelecendo que o bacharel tenha três anos de experiência, ao invés de cinco ou nenhum, de prática profissional.

# STF: DECISÃO SOBRE PODER DE INVESTIGAÇÃO DO MP É ADIADA - O Supremo Tribunal Federal adiou na quarta (27) a decisão sobre a legalidade de investigações feitas diretamente pelo Ministério Público. A votação, que terminou empatada em 4 a 4, foi questionada por réus oriundos de inquéritos não dirigidos pela polícia. O adiamento se deu com pedido de vista do ministro Luiz Fux. Ele defendeu uma análise mais profunda da Corte, inclusive quanto às consequências de uma decisão que crie insegurança jurídica e ponha em xeque as investigações feitas até agora pelo MP de forma autônoma.

# OPERAÇÃO PÃO E CIRCO - Deflagrada ontem, 28, a Operação Pão e Circo da Polícia Federal que está cumprindo 28 mandados de prisão e 65 de busca e apreensão em pequenas cidades da Paraíba – entre elas Cabedelo, a de maior PIB per capita do estado. Entre os presos há vereadores, secretários municipais, prefeitos, primeiras damas e filhos de prefeitos. A PF estima que 65 milhões de reais foram desviados dos cofres públicos entre verbas municipais, estaduais e federais. Mais uma vez recursos do Ministério do Turismo estão no rolo. Do total desviado, pelo menos 15 milhões são da pasta. O esquema era feito com dinheiro obtido para a realização de shows e festas que poderiam promover o turismo na região. Nos projetos para conseguir os recursos, cidades minúsculas alegavam que levariam artistas como Ivete Sangalo e Chiclete com Banana para  tocar no município, mas, nos shows realizados até agora, somente artistas locais subiram ao palco.

# VENÇA OS MEDOS - Diz uma antiga fábula que um camundongo vivia angustiado com medo do gato. Um mágico teve pena dele e o transformou em gato. Mas aí ele ficou com medo do cão, por isso o mágico o transformou em pantera. Então ele começou a temer os caçadores. A essa altura o mágico desistiu. Transformou-o em camundongo novamente e disse: Nada que eu faça por você vai ajudá-lo, porque você tem apenas a coragem de um camundongo. É preciso coragem para romper com o projeto que nos é imposto.  Mas saiba que coragem não é a ausência do medo, é sim a capacidade de avançar, apesar do medo; caminhar para frente; e enfrentar as adversidades, vencendo os medos… É isto que devemos fazer. Não podemos nos derrotar, nos entregar por causa dos medos. Assim, jamais chegaremos aos lugares que tanto almejamos em nossas vidas… Muita força e coragem. (Rivalcir Liberato)

ARTE NO BLOG


A ARTE DE CASPAR DAVID FRIEDRICH – PART 05
por Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa

PINTURA: OS ÚLTIMOS ANOS DE CASPAR DAVID FRIEDRICH
Embora querido e respeitado na Academia de Dresden, foram os nobres prussianos e membros da corte imperial russa que em suas viagens não deixavam de passar por essa belíssima cidade, grande centro de estudo das artes, famoso em todo o norte da Europa, que divulgaram a obra de Friedrich ao comprar seus quadros e desenhos. 
Eis o motivo pelo qual parte expressiva de sua obra figura nas coleções da Alte Nationalgalerie de Berlim e no Hermitage de São Petersburgo, como por exemplo o belo e talvez depressivo O Sonhador (1820? 1840?) (imagem acima). Os últimos anos de sua vida não foram felizes. O mais conceituado de todos os românticos, Goethe, foi dos primeiros a se cansar das telas com tantas alegorias de Caspar David Friedrich... Ao que parece, ninguém é imune aos modismos e, de repente, o catolicismo italiano mais uma vez venceu e o protestantismo germânico, como inspiração para poetas e pintores, deixou de ser vanguarda. Logo com ele que, além de ser um cultor da paisagem nas artes plásticas, foi dos poucos pintores de paisagens que via tanto a floresta quanto a árvore. Essa rara capacidade faz de suas telas um retrato humano da natureza para ele divina. No entanto, a figura humana é sempre minúscula em relação à natureza. E a Rückenfigur (pessoa vista de costas para o espectador, de frente para a paisagem, encorajando o espectador a olhar para o que ele olha) é uma constante em suas obras. Em 1835 ele sofreu um derrame e ficou incapacitado, não pode mais pintar. Viveu mais cinco anos, ignorado e dependendo da caridade dos amigos. Como com vários outros artistas, a posteridade corrigiu a injustiça e Friedrich é hoje dos mais admirados e copiados mestres do romantismo alemão.
Os Vários Estágios da Vida, 1835, (imagem acima) é um de seus últimos quadros. As figuras foram identificadas como o pintor e sua família. O homem idoso é o artista, o menino seu filho Gustav Adolf, a menina menor sua filha Agnes Adelheid, a mais velha sua filha Emma e o homem com cartola, o sobrinho Johann Heinrich. Os cinco navios que chegam, com diferentes distâncias em relação ao porto, são uma clara alegoria aos vários estágios da vida humana, o fim da jornada, a proximidade da morte. A paisagem é Utkiek, perto da cidade natal de Friedrich, Greifswald.

Fontes: 
“O Sonhador”, óleo sobre tela, 27x21 cm  Acervo Museu Hermitage, São Petersburgo
"Os Vários Estágios da Vida”, óleo sobre tela, 72.5 x 94 cm  Acervo Museu de Belas Artes, Leipzig, Alemanha

RECEITA DO BLOG


CANELONE AO MOLHO DE TOMATE


Ingredientes:
3 col. (sopa) de óleo, 1 alho-poró em pedaços pequenos, 1/2 xíc. de erva-doce picada, 250 g de carne de caranguejo, 4 col. (sopa) de leite de coco, 2 col. (chá) de sal, 1 xíc. de cebola picada, 5 col. (sopa) de azeite, 1 e 1/2 xíc. de tomate sem sementes picado, 8 pedaços de massa de canelone pré-cozida de 10 x 7,5 cm, 1/2 xíc. de parmesão ralado, alecrim e tomate-cereja.
Modo de preparo:
Aqueça óleo numa panela. Junte alho-poró e erva-doce e refogue. Misture caranguejo, leite de coco e metade do sal. Cozinhe por 15 min, tire e reserve. Noutra panela, refogue cebola em 2 col. (sopa) de azeite. Junte tomate e sal restante. Tampe. Após 5 min, tire do fogo. Reserve. Abra massas, distribua recheio, enrole e arrume numa assadeira. Cubra com molho e parmesão. Asse a 180 graus por 20 min. Tire e sirva com azeite restante. Alecrim e tomate-cereja decoram.
Rendimento:
4 porções

CIRCULA NA INTERNET


CRUELDADE NO IRÃ ... ALGUMAS TINHAM 12, 18 E ATÉ 21 ANOS

Por que fazer isso?
O mundo tá acabando mesmo...!!!!
Coisa mais horrível que já assisti...
Vejam as imagens a seguir e comprovem que a crueldade não tem limite!

Já pensaram nós ai numa sexta feira????
Estou com o FÍGADO partido... Que horror... É cada notícia ruim, concordam?

IMAGEM DO DIA


Uma admirável imagem na minha amada e bela Praia de Tibau - RN - Brasil, clicada pela digital do Borjão na aconchegante residência praiana do casal amigo Sergio e Cristiane.

PIADA DO BLOG


O TROCO DA SARITA
Samir viaja para uma cidade grande onde vai fazer compras para a loja de secos e molhados. Chegando lá ele conhece uma mulher maravilhosa, e fica loucamente apaixonado. Na manhã seguinte, envia um telegrama para sua esposa:
-Sarita, ficarei uma semana fazendo compras.
Passou a semana, ele decide mandar outro telegrama:
-Sarita, ainda vou precisar de mais uns quinze dias para as compras.
No dia seguinte, chega a resposta de Sarita:
-Não se preocupe, Samir. Pode ficar o tempo que quiser. O que você está comprando por aí eu estou dando de graça aqui.

TEXTO DO BLOG


CRESCE EM TODA PARTE A AUTORIDADE DA SUPREMA CORTE

por Joaquim Falcão*

O que tem a ver com o Brasil a renúncia do ministro do Supremo na Espanha?
Aliás, mais do que ministro, a renúncia foi do presidente do Supremo e do CNJ de lá, que se chama Conselho Geral do Poder Judiciário (CGPJ). O que tem a ver com o Brasil? Aparentemente nada. Na verdade, tudo.
O presidente tentou permanecer no cargo. Conseguiu até uma decisão de seus colegas do Supremo a seu favor. Mas só de protestos na internet foram mais de cem mil. Não foi preciso decisão em processo legal. A pressão ética e política foi maior.
O Presidente Carlos Dívar teve que renunciar porque usou dinheiro público para fazer viagens de fim de semana não oficiais. Pouco dinheiro. Não importa a quantia. Importa o gesto, suas consequências e a evidência da acelerada mudança do fundamento político da autoridade do Supremo. Na Espanha, no Brasil e no mundo.
Nestes mesmos dias uma decisão do Supremo na Venezuela não reconheceu a legitimidade de dois líderes de partidos que se opunham ao governo, o que prejudica a possibilidade de vitória da oposição contra Chaves.
No Egito, o Supremo considerou a eleição para o Parlamento inconstitucional e ordenou sua dissolução, o que altera os rumos da vida política de um país com Supremo, mas sem constituição.
No Paquistão, o Supremo também decidiu pela inabilitação do Primeiro Ministro, cuja consequência deve ser a necessidade de nova escolha e novas eleições para preencher o cargo no Parlamento. Tudo em menos de três semanas.
Sem falar nos países da Europa. As políticas econômicas recessivas e o incontido apoio dos governos aos bancos vão, como foram nossos planos econômicos, ser contestadas nos seus respectivos Supremos. Provavelmente.
Parece ter razão o ministro Lewandowski quando lembra que o século XX pode ter sido o século dos executivos fortes. Mas o século XXI será o século dos Supremos fortes. Detentores da última palavra. Para o bem ou para o mal.
De onde está vindo a crescente autoridade de Supremos mais poderosos? Mais do que de uma necessidade política estabilizadora, esta autoridade precisa da autoridade moral de seus ministros, de sua aceitação pela sociedade, de decisões não partidárias ou corporativas.
Cresce sobretudo a necessidade de ilibada reputação da vida pessoal dos magistrados.
Não podem pairar dúvidas de comportamentos não explicados. Ou quando explicados, não convincentes. O intenso e mobilizado mundo da participação política na internet protesta. Retira legitimidade e autoridade de ministros e instituições.
De certa maneira estamos voltando à aldeia antiga. Onde a autoridade comunitária residia nos velhos sábios de reputação ilibada. De vida vivida e comprovada. Sem ambições futuras que não o bem de sua própria aldeia.
Estes fatores – reputação pessoal, isenção política, desambição corporativa e de enriquecimento - estão voltando à moda. O mundo está exausto da apropriação pessoal e política das instituições democráticas.
Esses fatores deverão pesar nas futuras escolhas da Presidente Dilma para nosso Supremo.


(*) Joaquim Falcão é Doutor em Educação pela Université de Génève. Master of Laws (LL.M) pela Harvard University. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

INDICADORES DO BLOG


BOVESPA
BOLSAS DO MUNDO
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
TOTAL (PTS)
Dow Jones - Estados Unidos
-0,20%
-24,75
12.602,26
S&P 500 - Estados Unidos
-0,21%
-2,81
1.329,04
Nasdaq - Estados Unidos
-0,90%
-25,83
2.849,49
DAX Frankfurt - Alemanha
-1,27%
-79,08
6.149,91
CAC 40 - França
-0,37%
-11,44
3.051,68
Euro Stoxx 50 - Europa
-0,37%
-7,99
2.157,62
Merval - Argentina
-0,50%
-11,41
2.268,11
Nikkei 225 - Japão
+1,65%
+143,62
8.874,11
SSE Composite - China
-0,95%
-21,09
2.195,84
Hang Seng - China
-0,79%
-151,68
19.025,27
28/06/2012 18h24 | Thomson Reuters

MOEDAS
MOEDA
COMPRA (R$)
VENDA (R$)
VAR (%)
Dólar Comercial
2,0792
2,0800
+0,11%
Euro
2,5856
2,5878
-0,11%
Libra
3,2246
3,2269
-0,19%
Peso Argentino
0,4594
0,4601
-0,02%
28/06/2012 18h22 | Thomson Reuters

INFLAÇÃO
ÍNDICE
VALOR (%)
IPCA IBGE (mês)
0,36%
INPC IBGE (mês)
0,55%
IPC Fipe (mês)
0,35%
IPC-DI FGV (mês)
0,52%
IGP-DI FGV (mês)
0,91%
IGP-M FGV (mês)
0,77%
IPA-DI FGV (ano)
2,71%
ICV Dieese (mês)
0,93%
28/06/2012 18h24 | Thomson Reuters

JUROS E POUPANÇA
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
Selic (ano)
8,50%
CDI (ano)
8,34%
TJLP - Taxa de juros de longo prazo (trimestre)
6,00%
TR - Taxa referencial (mês)
0,0160%
Poupança (mês)
0,500%
28/06/2012 18h21 | Thomson Reuters

RISCO PAÍS
ÍNDICE
VALOR (PTS)
Risco país Brasil
219,00
Risco país México
181,00
Risco país Argentina
1.113,00
28/06/2012 18h24 | Thomson Reuters

COMMODITIES
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
COTAÇÃO (US$)
Prata
-
-0,61
26,30
Platina
-
-20,17
1.383,98
Petróleo WTI
-2,21%
-1,77
78,44
Ouro
-
-22,50
1.551,90
Petróleo Brent
-1,63%
-1,52
91,98
Paládio
-
-10,75
562,00
28/06/2012 18h27 | Thomson Reuters

ATIVIDADE ECONÔMICA
ÍNDICE
VALOR (%)
Desemprego (mês)
6,00%
PIB (variação em relação ao trimestre imediatamente anterior)
0,30%
PIB (variação em relação ao mesmo trimestre do ano anterior)
1,40%
Dívida pública como proporção do PIB
35,70%
Produção industrial (mês)
-0,20%
Produção industrial (ano)
-2,90%
Vendas do Varejo (mês)
0,80%
28/06/2012 18h27 | Thomson Reuters 

quinta-feira, 28 de junho de 2012

CITAÇÃO DO DIA


“É preciso desculpar os amigos quando seus defeitos nasceram com eles e quando são menores do que as qualidades.”  (François Poitou, duque de La Rochefoucauld (1613-1680), crítico, aforista e escritor francês)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...


SAÚDE, DEFESA E EDUCAÇÃO SÃO ALVOS DE INCENTIVO
O setor de equipamentos de saúde, defesa, máquinas agrícolas e ônibus escolares fazem parte da política de incentivo para produção e inovação do governo federal. A ênfase será dada para máquinas produzidas no País para diagnóstico e tratamento de pacientes. Elas poderão ser compradas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) com preços até 25% superiores que seus concorrentes estrangeiros. Quanto maior a complexidade tecnológica e a relevância do equipamento para o SUS, maior o porcentual permitido.Aparelhos de tomografia e de hemodiálise nacionais integram a lista de produtos que serão atendidos pelo programa. Os benefícios para o setor de equipamento em saúde vão além da preferência nas compras públicas. Está prevista a criação de uma linha de empréstimo no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), com valor ainda a ser definido, para que Estados e Municípios renovem equipamentos hospitalares. Esses equipamentos não são os primeiros a receber tratamento diferenciado nas compras públicas. Em abril, na expansão do Plano Brasil Maior, medicamentos, fármacos e insumos estratégicos produzidos no País ganharam prioridade nas licitações, com margem de preferência de até 25%. Em abril, foram beneficiados 126 produtos, dos quais 78 eram medicamentos. "Para o setor, é um benefício importantíssimo", avaliou o presidente da Cristália, Ogari Pacheco. Ele conta que, desde que as novas regras entraram em vigor, a empresa ingressou em uma licitação em que poderia pleitear o benefício de preço maior do que empresas estrangeiras. "Mas como o edital não estava claro, pedimos esclarecimentos, para evitar uma eventual impugnação". Máquinas agrícolas. No setor de máquinas agrícolas, o governo planeja gastar R$ 1,29 bilhão. A licitação deve ser lançada ainda neste ano, segundo o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. O objetivo é melhorar as estradas vicinais, reduzindo o custo de frete. "Quando compro de uma empresa nacional, incremento a massa salarial, aumento o retorno sobre o capital, criamos mais vagas de emprego e incremento a arrecadação de impostos", disse o ministro. Ao todo, serão adquiridas 3.591 retroescavadeiras e 1.300 motoniveladoras, que serão doados a prefeituras. A área de Educação também será contemplada no pacote de hoje. O governo pretende comprar ônibus e carteiras escolares.O Planalto também vem preparando um regime especial de tributação para a área de Defesa. Procurado, o ministério não respondeu ao pedido de entrevista.

CELULAR É APARELHO MAIS USADO PARA ENTRAR NA INTERNET POR 15% DOS AMERICANOS
Para 17% dos proprietários de celulares dos Estados Unidos, o aparelho é o mais usado para acessar a internet, de acordo com um estudo da Pew Internet, divulgado pelo site "TechCrunch". Como 88% dos americanos adultos têm celulares, 15% do total de adultos do país usam sobretudo celulares para acessar a rede. A maioria, segundo a pesquisa, faz isso por conveniência. Para algumas pessoas consultadas, no entanto, o celular é a única opção que elas têm. De todos os proprietários de celulares, 55% usam o aparelho para entrar na internet. Em relação a abril de 2009, houve um crescimento de 31% nesse número. A pesquisa também diz que 60% dos usuários de celular usam a internet no aparelho, mas costumam entrar na rede mais com outros dispositivos.

LENTE DE CONTATO JÁ VEM COM COLÍRIO PARA GLAUCOMA
Uma equipe de farmacêuticos brasileiros está desenvolvendo um dispositivo oftalmológico capaz de facilitar o combate ao glaucoma, mal que afeta o nervo responsável por levar informações visuais do olho ao cérebro.  Após três anos de pesquisa, o Centro de Química e Meio Ambiente do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) já consegue fabricar lentes de contato que liberam timolol, composto presente em diversos colírios indicados para o tratamento dessa doença ocular.
Com isso, o medicamento acaba sendo depositado sobre o olho dia após dia e em pequenas doses. Fabricados a partir de silicone, os dispositivos conseguiriam manter a difusão do colírio de forma ininterrupta por até 30 dias. De acordo com o coordenador do projeto, o farmacêutico e bioquímico José Roberto Rogero, o produto facilitaria a vida dos idosos que têm glaucoma. Eles têm mais dificuldade em pingar colírios sozinhos, por exemplo, desperdiçando "grandes quantidades de remédios nem sempre baratos". Além disso, argumenta Rogero, o paciente idoso pode acabar esquecendo a hora de pingar o colírio, risco que é eliminado com a lente.  O olho é uma estrutura preenchida, em parte, por um líquido chamado humor aquoso. O glaucoma surge quando um indivíduo continua produzindo o humor aquoso, mas encontra dificuldades para escoá-lo. O resultado é o aumento da pressão sobre o nervo óptico, com a gradativa perda da visão. O timolol retarda as atividades do chamado processo ciliar, conjunto de células responsáveis pela fabricação desse líquido. Ivan Maynart, professor de oftalmologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), explica que o efeito do glaucoma "ocorre lentamente, da periferia das imagens em direção ao centro". Sem tratamento, a cegueira total vem em 15 ou 20 anos. Dados de uma pesquisa feita na UFPR (Universidade Federal do Paraná) indicam que, entre indivíduos com mais de 80 anos, a incidência da doença atinge a marca de 6,5%, diz Maynart. José Rogero afirma que as lentes de contato com colírio já estão prontas para passar por testes em humanos e sofrer adaptações industriais. Contudo, desde que chegou a esse estágio, o projeto perdeu parte de sua verba, vinda de uma empresa.  "Para liberar o uso em humanos, a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] demoraria de cinco a dez anos", estima Rogero. Nesse período, "qualquer farmacêutica multinacional conseguiria importar um produto semelhante, e a ideia acabaria ficando ultrapassada".  Para manter o trabalho nessa linha de pesquisa, Rogero está recorrendo agora ao setor veterinário. No momento, ele tenta adaptar as lentes de contato, substituindo os colírios que poderiam auxiliar no tratamento das pessoas com glaucoma por medicamentos como anti-inflamatórios e antibióticos já recomendados para cães e gatos com problemas de visão. 

RIVISTA DO MINO









Hermínio Macêdo Castelo Branco (Mino) é cearense, natural de Fortaleza. Filho de Francisca Macêdo e Raimundo Castelo Branco, nasceu no dia 3 de maio de 1944. Formado em Direito pela UFC (inscrito na OAB), a lista de suas atribuições é extensa: desenhista, artista plástico, cartunista, programador visual, projetista gráfico, poeta bissexto, livre pensador, autor de histórias, fábulas e contos infantis, ilustrador e publicitário. Trabalhando em agências de publicidade e colaborando com quase todos os jornais de Fortaleza, passou vários anos dedicado ao trabalho de criação de marcas, programação visual e projetos gráficos. Edita sua própria publicação mensal "RIVISTA", distribuída através da editora "RISO" (de sua propriedade) para vários colégios no Ceará. RIVISTA contém toda a diversificação de seu trabalho: fábulas, contos, frases, pensamentos, artigos, poesias, ilustrações e cartuns. O "Blog do Borjão" em homenagem ao Mino disponibiliza às 5ª feiras o tópico "RIVISTA DO MINO".

SAÚDE NO BLOG


ANEURISMAS DE AORTA OCORREM MAIS NO ABDOME E 75% NÃO DÃO SINTOMAS

Essa doença se caracteriza pela dilatação permanente e irreversível de uma artéria. Ocorre mais na aorta abdominal, em homens, sobretudo depois dos 50 anos. O maior risco do aneurisma é se romper, causar hemorragia e matar o portador antes de chegar ao hospital. O ideal é evitar isso identificando logo a doença e, se for o caso, tratando com cirurgia ou a colocação de stents.

por Jorge Agle Kalil*

Chama-se aneurisma à dilatação anormal, permanente e irreversível de uma artéria. Os aneurismas podem ser congênitos ou adquiridos. Os congênitos são mais comuns nas artérias cerebrais e os adquiridos ocorrem mais na aorta abdominal, abaixo dos rins. A aorta nasce no coração, atravessa o tórax, o abdome e a bacia, onde se divide em duas, que irrigam os membros inferiores com o nome de artérias ilíacas e femorais.
A aorta abdominal mede 2 a 2,5 centímetros de diâmetro e se atingir um diâmetro transversal maior do que 3,5 a 4 centímetros passa a ser considerada aneurismática. Os aneurismas com diâmetro menor que 5 centímetros têm risco de rotura de 3% ao ano e os maiores de 5 centímetros apresentam risco anual de 8% de rotura.
A doença é 10 vezes mais comum em homens. Estima-se que 2% da população com mais de 50 anos e 5% com mais de 70 anos possuem aneurisma de aorta. Por volta de 90% dos casos ocorrem abaixo das artérias renais e 20% dos portadores têm histórico da doença na família.
A principal causa do aneurisma da aorta é a aterosclerose, especialmente em indivíduos com altos índices de colesterol no sangue, hipertensos e fumantes. Os três fatores favorecem a inflamação das paredes das artérias, a deposição de gordura e a formação da placa, com a consequente fragilização da parede e o risco de o aneurisma se romper.
Cerca de 75% dos aneurismas não apresentam sintomas. Os sintomas, presentes em apenas 25% dos casos, são inespecíficos: dores abdominais e nas costas e sensação de que o coração está pulsando na barriga. Muitas vezes, entretanto, eles só aparecem quando o aneurisma se rompe e causa hemorragia, que em mais de 70% dos casos leva ao óbito. O grande físico alemão Albert Einstein (1879-1955), por exemplo, faleceu em consequência de um aneurisma.
Pessoas que têm casos na família devem consultar um médico semestralmente a partir dos 50 anos e fazer check-up. Os aneurismas são diagnosticados com exame clínico, por meio do qual se constata uma pulsação anormal no abdome, ultrassom e tomografia.  
Nos aneurismas menores do que 5 centímetros de diâmetro recomenda-se controle a cada seis meses. Devem ser utilizados remédios, controlar a pressão e parar de fumar. Sabe-se, porém, que 80% têm tendência a aumentar e só 20% se estabilizam. Os maiores de 5 centímetros de diâmetro, ou que crescem mais do que 1 centímetro ao ano, devem ser tratados com cirurgia ou a colocação de stents.
Até 1990 realizava-se cirurgia convencional, em que se fazia um grande corte no abdome do paciente e se colocava uma prótese para substituir e eliminar a dilatação da aorta. Hoje o método mais empregado é a correção endovascular. Consiste em introduzir um cateter com stent de metal revestido de tecido pela artéria femoral do paciente. O stent é levado até o local dilatado, onde é liberado e exclui a dilatação. O sangue, então, passa a correr pelo interior do stent. 
O tratamento endovascular tem cobertura dos melhores planos de saúde. É muito menos invasivo do que a cirurgia convencional. É realizado com anestesia geral, peridural ou raquidiana. Na cirurgia convencional, o paciente ficava em média 12 dias internado. Pelo procedimento com stent, em dois a três dias tem alta hospitalar. Uma semana depois em geral pode ir retomando suas atividades.

(*) Jorge Agle Kalil (CRM 36616), cirurgião vascular na capital paulista, é chefe do Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital e Maternidade São Luiz - Unidade Itaim. E-mail: jorge.kalil@uol.com.br  Site: www.drjorgekalil.com.br

CIRCULA NA INTERNET


EXTRA, EXTRA!!! :

A famosa cachaça cearense Ypióca foi vendida para Johnnie Walker por cerca de 1 bilhão de reais. Agora você faz assim, chega no boteco e pede: "Me dá uma Ypióca ON THE ROCKS"


IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem na Praia do Forte – BA – Brasil. O vilarejo de Praia do Forte está localizado no Litoral Norte do Estado da Bahia, a 80 quilômetros de Salvador. Praia do Forte é o ponto de partida da BA-099, melhor conhecida como Linha Verde, estrada ecológica que percorre o litoral baiano até o rio Real, divisa entra a Bahia e o Estado de Sergipe.

PIADA DO BLOG


VELHINHOS NO PARAÍSO
Um casal de velhinhos sofre um acidente e vai direto pro céu. Na portaria são recepcionados por São Pedro que se mostra muito gentil e lhes apresenta as belas acomodações do paraíso.
- O paraíso é um condomínio oceânico de luxo, onde vocês terão tratamento de hotel cinco estrelas! Se não quiserem sol e praia, podem ficar sob o guarda-sol, ali na piscina. Neste trecho, temos quadra de tênis, campo de golfe, sauna e sala de massagens, além do salão de jogos. A nossa biblioteca é completa muito especial. Lá poderão conversar com seus autores prediletos, já falecidos. E, se quiserem comer alguma coisa ou tomar um suquinho é só pedir a um desses anjinhos que vivem por aí. Espero que vocês gostem!
Dizendo isso, deixou o casal a sós. E, quando a velhinha já ia comentar as muitas qualidades do paraíso, seu esposo deu uma bronca:
- Tá vendo só, Clotilde? Se não fosse você com aquele negócio de comida natural, vida saudável, ficar toda hora enchendo o saco pra eu não fumar, não beber, eu já estaria aqui faz tempo!

TEXTO DO BLOG

DESENCONTROS
por Luis Fernando Veríssimo*

Me desencontrei algumas vezes com ele. Quando cheguei no Rio em 1962 — sem emprego, sem dinheiro, sem perspectivas, mas com amigos — a Clarice Lispector se ofereceu para marcar um encontro meu com ele. Talvez houvesse algo para mim na agência em que ele trabalhava — ou dirigia, não me lembro mais. Também não me lembro se cheguei a falar com ele por telefone. Acho que não, e que nunca sequer ouvi a voz do Ivan Lessa. De qualquer maneira, o encontro não aconteceu.
Depois, na minha convivência esporádica com o Millor, o Jaguar, o Ziraldo, o Tarso e outros na época do “Pasquim”, por alguma razão o Ivan nunca apareceu. Estava sempre para chegar ou tinha acabado de sair. Anos mais tarde um grupo foi convidado a ir a Portugal — Millor, os Caruso, Aroeira, eu e outros — para uma exposição de cartuns, se não me falha de novo a memória. Estávamos hospedados num hotel de Estoril e foi anunciado que o Ivan Lessa, que vivia em Londres, estava na terra, onde vivia sua mãe, e iria se encontrar conosco no hotel.
Finalmente, pensei. O mito vai virar gente e eu vou poder conhecê-lo e dizer como o admiro. Mas me convocaram para uma entrevista ou coisa parecida em Lisboa justamente na hora da visita dele. Foi nosso último desencontro. Agora não tem jeito. Fiquei só com o mito.
CHEGA
O Ivan Lessa pouco depois do Millor... Este está sendo, definitivamente, um ano mal-humorado.
REALPOLITIKAGEM
“Realpolitik” é um termo conveniente para desculpar o baixo oportunismo, contradições ideológicas e calhordice em geral. O termo nasceu na Alemanha e tem uma longa história, sendo invocado sempre que um acordo ou um arranjo politico agride o bom-senso ou a moral. Há uma graduação na “realpolitik” que vai do tolerável (uma acomodação com o vizinho do lado para assegurar a paz no prédio, mesmo tendo que aceitar o cachorro) ao indefensável (o pacto Stalin/Hitler no começo da Segunda Guerra Mundial, por exemplo). É difícil saber onde colocar o pacto Lula/Maluf nessa escala. O hipotético acordo com o vizinho é um sacrifício pelo entendimento e o Stalin estava tentando ganhar tempo até ter um exército. No acordo com o Maluf trocou-se uma história e uma coerência por um minuto e pouco a mais de espaço para o candidato do PT na TV. Ó Lula!

(*) Luis Fernando Verissimo romancista e cronista brasileiro nasceu em 26-09-1936 em Porto Alegre - RS, é filho do grande escritor Érico Veríssimo.