Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

terça-feira, 30 de setembro de 2014

CITAÇÃO DO DIA

“O momento em que choramos num filme não é aquele em que as coisas são tristes, mas quando se tornam mais bonitas que aquilo que esperávamos que viessem a ser.” (Alain De Botton, escritor suíço)

CHARGE DO DIA

NOTA DO BLOG: Essa vai em homenagem ao amigo Togo Ferrário e a turma do Sêbado em Mossoró-RN.

RAPIDINHAS DO BLOG...

SERVIÇOS GANHAM ESPAÇO NOS GASTOS DA NOVA CLASSE MÉDIA
O consumo da nova classe média, que cresceu fortemente nos últimos anos, mudou. Levantamento do Instituto Data Popular mostra que 65% dos gastos dessa parcela da população são destinados a serviços, enquanto 35%, a produtos. Uma inversão de prioridades, na comparação com as despesas de uma década atrás. Em 2004, 63% do consumo da classe média eram direcionados a produtos e 37%, a serviços. Depois de satisfazer a sua aspiração por bens, essa população — que tem renda per capita de até R$ 1.184 por mês — passou a gastar a maior parte de sua renda com serviços. Porém, boa parte do aumento salarial conquistado nos últimos anos é gasto com serviços essenciais. Entre os serviços que passaram a abocanhar mais do orçamento da classe C nos últimos dez anos, estão educação e saúde. A primeira consome 2% dos gastos totais dessas pessoas e a segunda representa uma fatia de 3% das despesas. O dinheiro é gasto em itens que vão desde o pagamento de planos de saúde, exames de laboratório e cirurgias até mensalidades de clínicas. O presidente da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), Marcio Coriolano, diz que, mesmo com o baixo crescimento econômico, o setor de planos de saúde continua avançando e atribuiu esse fenômeno à mudança do perfil de consumo no país. Ele reconhece que, com a maior demanda pelos serviços de saúde, o preço dos convênios pode ser subir. O diretor do Data Popular, Renato Meirelles, explicou que, em algumas ocasiões, o gasto com serviços essenciais chega a absorver todo o aumento de renda da classe C. Ele diz que muitas vezes a população considera os serviços públicos ineficientes: — Gastar mais com serviços significa maior desenvolvimento da população, porque, quanto maior a renda, mais se gasta com serviços. A corretora de seguros Maysa Pereira, 22 anos, passou a ter acesso aos serviços de saúde quando começou a trabalhar. Mensalmente, a empresa desconta R$ 88 de seu salário por causa do convênio. — Eu tenho usado mais o plano odontológico, para exames de rotina. Mas é confortável ter o plano de saúde também para o caso de necessidade — disse. Na avaliação de especialistas, embora o Brasil esteja se aproximando do padrão de consumo de países desenvolvidos, essa procura maior por serviços acabou levando a um efeito perverso: mais inflação nos últimos anos. Levantamento do economista Fábio Bentes, da Confederação Nacional do Comércio (CNC), mostra que, desde 2004, a inflação de serviços tem ficado acima da taxa de produtos, com exceção do ano de 2008. Nos últimos três anos, a diferença foi mais significativa, com o índice dos serviços entre 8,5% e 9% ao ano e o dos produtos, entre 4,5% e 6% ao ano: — Em princípio, isso não seria um problema. A questão é que a produtividade não acompanha o aumento real do salário. Com mais dinheiro no bolso e a produtividade crescendo menos, há uma oferta menor de serviços diante da demanda crescente. Segundo Bentes, é um problema estrutural que torna a inflação mais resistente. Os instrumentos para combater a subida de preços, como juros mais altos, são insuficientes para conter os preços. Para o ministro Marcelo Neri, da Secretaria de Assuntos Extraordinários, o encarecimento dos serviços tem dois lados. Ele destaca que boa parte dessa nova classe C trabalha na área de serviços, e, portanto, sua renda acompanha essa aceleração inflacionária. Assim, ela gasta mais, mas pode também lucrar mais com a prestação de serviços. — Mas o trabalhador da indústria, de fato, está penalizado, porque não existe para ele tanto espaço para o aumento da renda. A costureira Maria Gorete Matias, de 42 anos, foi uma que escolheu o setor de serviços. Deixou o trabalho numa indústria de camisetas e uniformes, numa cidade a 40 quilômetros de Brasília, para oferecer reparos em um ateliê no Centro da capital. Deixar a indústria e migrar para o setor de serviços foi também uma maneira de proteger seu poder de compra, uma vez que o preço dos serviços vem subindo com a demanda: — Mudei de serviço porque trabalhava de dia para comprar comida à noite. Não tinha como sobreviver com aquilo. Era escravidão. Os dados do Instituto Data Popular mostram que a classe média destina 31% de sua renda à reforma e à manutenção de serviços no domicílio. Nesse recorte, estão incluídos TV a cabo, internet e serviços para a casa em geral. Em seguida, vêm os gastos com alimentação em restaurantes, bares e lanchonetes: 5%. Outras despesas, com uma fatia de 19% da renda, incluem cabeleireiros, manicures, sapateiros, lavanderias, contratação de empregados domésticos, aluguel de aparelhos, Imposto de Renda, tarifas bancárias e seguros de vida, entre outros. Viagens e entretenimento passaram a ocupar, cada um, parcela de 2% das despesas. A cabeleireira Valéria Cristina Dias Mota, de 49 anos, retrata bem esse movimento. Depois de 15 anos pagando aluguel, ela acabou de comprar uma casa e já planeja reformar o imóvel no ano que vem. Valéria mora com duas netas, com idades entre 6 e 8 anos. — Tenho TV a cabo e internet. As meninas têm tablet, computador, internet e impressora. — disse Valéria que mantém a casa com a pensão do marido falecido e com o serviço de cabeleireira que presta em casa. O brasileiro da classe média também gasta mais com a compra de automóvel particular do que com transporte público. Uma parcela de 5% da renda da classe média é destinada ao veículo próprio, enquanto outra de 3% é usada com transporte público. Boa parte do gasto com transporte público é bancada por empregadores por meio de vale-transporte.

PESQUISA REVELA COMO A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS AJUDA A TRATAR DEPRESSÃO
A prática de exercícios é uma recomendação comum para casos de depressão, mas os mecanismos pelos quais a atividade física ajuda no tratamento desta condição ainda são em grande parte desconhecidos. Agora, porém, estudo de pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, acaba de encontrar uma peça deste quebra-cabeça, revelando que os exercícios induzem mudanças nos músculos esqueléticos que os fazem produzir uma proteína capaz de livrar o sangue de uma substância que se acumula em situações de estresse e é danosa ao cérebro. — Em termos neurobiológicos, ainda não sabemos na verdade o que é a depressão, mas fornecemos uma explicação para as mudanças bioquímicas protetoras induzidas pelos exercícios que evitam que o cérebro seja prejudicado em situações de estresse — conta Mia Lindskog, pesquisadora do instituto sueco e uma das autoras de um artigo sobre o experimento, publicado na edição desta semana da revista “Cell”. Na experiência, os cientistas usaram camundongos geneticamente modificados para terem altos níveis da proteína PGC-1alfa1 em seus músculos esqueléticos, equivalentes aos observados em pessoas em boas condições físicas. Estes camundongos e um grupo de controle formado por animais normais foram então submetidos a ambientes estressantes, como barulhos altos, luzes fortes piscantes e reversões do ciclo circadiano (noite e dia) a intervalos irregulares. Depois de cinco semanas sob estas condições, os camundongos normais desenvolveram comportamentos depressivos, enquanto os alterados não apresentaram nenhum sintoma de depressão. Segundo os pesquisadores, os camundongos modificados para terem altos níveis da proteína em seus músculos mesmo sem fazer exercícios também tinham uma quantidade maior de enzimas conhecidas como KAT em seus organismos. Estas enzimas convertem uma substância gerada por situações de estresse e que ataca o cérebro, a quinurenina, em ácido quinurênico, composto incapaz de passar do sangue para o órgão. — Nossa hipótese de pesquisa inicial era de que os músculos treinados produziriam uma substância que tivesse efeitos benéficos para o cérebro, mas o que acabamos descobrindo é na verdade o oposto: eles produzem uma enzima que livra o organismo de substâncias danosas — diz Jorge Ruas, também pesquisador do Karolinska e principal autor do artigo na “Cell”. — Neste contexto, a função dos músculos lembra a dos rins e do fígado. É possível que este trabalho abra novos caminhos farmacológicos para o tratamento da depressão, em que os alvos seriam os músculos esqueléticos em vez do cérebro diretamente, já que estes músculos parecem ter um efeito desintoxicante que, quando ativado, protege o cérebro de agressões relacionadas a problemas mentais.

CONHEÇA O STRATI, O CARRO IMPRESSO EM 3D
Em mais uma prova que a tecnologia de impressão 3D pode mudar o futuro do consumo e da produção, a montadora americana Local Motors apresentou o Strati, o primeiro carro impresso totalmente funcional. Todo o chassi do veículo foi criado com a técnica de manufatura aditiva, que consiste em depositar camadas sobrepostas de material, no caso, a acrilonitrila butadieno estireno (ABS, na sigla em inglês), o mesmo plástico presente em peças de Lego. — Usando a impressão 3D, nós reimaginamos como os carros são criados usando técnicas de manufatura modernas. O resultado é sensacional. Nós reduzimos a quantidade de partes do carro de 25 mil para menos de 50, provando que podemos fazer um carro, do design à direção, em menos de seis meses — disse John B. Rogers, diretor executivo da Local Motors. Mas o carro não é totalmente impresso. Além das menos de 50 peças em plástico, o Strati possui um motor elétrico e o sistema de transmissão doados pela Renault, além dos faróis dianteiros e traseiros, conjuntos de roda e pneu e a coluna de direção compradas de outros fabricantes. A impressão das peças do carro demorou apenas 44 horas e foi realizada durante a feira International Manufacturing Technology Show, realizada em Chicago, entre 8 e 13 de setembro. A impressora utilizada foi a Big Area Additive Manufacturing Machine, da Cincinnati Incorporated. A máquina pode criar peças com dimensões de até 2 m x 4 m x 0,87 m e funciona em velocidade entre 200 e 500 vezes maior que as concorrentes, segundo informações da fabricante. O projeto do Strati começou a ser desenvolvido em abril, quando a Local Motors abriu um concurso de designs de veículos que poderiam tirar vantagem da impressão em 3D. Ao todo, foram submetidos mais de 200 projetos e o vencedor era assinado por Michele Anoè, um designer automotivo italiano. O automóvel ainda é um protótipo, mas é possível que ele seja oferecido aos consumidores. — Nós já dissemos publicamente que o preço seria entre US$ 18 mil e US$ 30 mil — disse Rogers, em entrevista ao “New York Times”. Ao todo, o projeto custou menos de US$ 1 milhão, informou Rogers. O desafio agora é reduzir ainda mais o tempo de produção. — Atualmente nós estamos imprimindo o Strati em 44 horas e nós esperamos continuar a abaixar esse tempo — disse Rogers. 

VOCÊ SABIA?

CURIOSIDADES SOBRE A PRIMAVERA
É PRIMAVERA
Os dias tristes e mais escuros do inverno já estão na saudade e a primavera, um dos espetáculos mais bonitos do planeta, já começou há, mais ou menos, um mês. Desde os tempos mais remotos, os povos antigos, como gregos, egípcios, sumérios, babilônios e celtas, agradeciam à Mãe Terra, como chamavam a natureza, tudo o que ela lhes dava: de alimentos a cura pelas plantas. E agradeciam promovendo grandes festivais. O da primavera comemorava a fertilidade, quando todos os seres, homens, plantas e animais, acordam do repouso do inverno para uma nova fase, quando o mundo se enfeita e se torna mais belo e fértil.
DO OUTRO LADO DO MUNDO
A Festa da Primavera da China tem mais de 4 mil anos e até hoje os chineses comemoram a entrada da mais bela estação do ano com muita alegria. Como a folhinha deles é diferente da nossa, o festival chinês começa no dia 23 de dezembro e termina no dia 15 de janeiro do calendário lunar chinês. Nesse período, eles também comemoram o primeiro dia do Ano Novo Lunar com muitos fogos de artifício. No Japão, as pessoas fazem uma grande festa quando as cerejeiras começam a florir. Em algumas regiões do país, os japoneses, encantados com a beleza da árvore, aproveitam para dar as boas-vindas à estação, conhecida como haru, fazendo festivais e piqueniques nos parques, nos quais vai a família inteira.
FLORES E OVOS COLORIDOS
No Hemisfério Norte, a chegada da primavera acontece em fins de março. Por isso, a festa da Páscoa tem origem nos antigos festivais que comemoravam a entrada da estação. Antigos povos pagãos da Europa, como os germânicos, que deram origem aos alemães, homenageavam Ostera, a deusa da primavera. Essa divindade aparecia com um ovo em suas mãos, simbolizando a chegada de uma nova vida. Nessa época, os festivais primaveris eram decorados com ovos coloridos. Na era cristã, virou tradição comemorar a Páscoa distribuindo ovos coloridos, com as cores vivas da estação, para as crianças.
NOITE IGUAL
No Hemisfério Sul, onde se encontra o Brasil, a primavera começa oficialmente em 23 de setembro. Nesse dia, a folhinha marca o equinócio da estação. A palavra equinócio significa “noite igual”, ou seja, o dia e a noite têm a mesma duração. Diferente do inverno, quando as noites são mais longas.
SUA MAJESTADE, A ROSA
A rainha das flores descende de uma família enorme, conhecida como rosaceae, cuja principal figura é… ela mesma, ora. O curioso é que todos os membros dessa família têm perfume e sabor.Assim, a rosa é considerada pelos botânicos como “prima” de nada menos do que a maçã, o pêssego, o morango, a amora, a pêra, a cereja e a ameixa. A bela nasceu no Hemisfério Norte, e é muito comum na Europa, Ásia e no Oriente Médio, em regiões onde as estações do ano são bem definidas. Os chineses foram os primeiros a cultivá-la, há mais de 5 mil anos, não só para embelezar o jardim como para produzir remédios. Da polpa da rosa, eles preparam um chá diurético que é muito gostoso. Das pétalas é extraído o óleo para tratar a pele e fazer perfume. Só para ter uma idéia, são necessários 5 mil quilos de pétalas de rosa para produzir 1 litro de óleo essencial.
PRIMA QUEM?
Em um passado muito longínquo, o ano era dividido apenas em duas partes: veris (bom tempo) e hiems (mau tempo). Mas, a partir do século 17, os estudiosos começaram a dividir o ano em quatro estações e batizaram cada uma delas com um nome originado do latim.Veja o que significam: Primavera: A palavra origina-se de primo vere, que quer dizer princípio da boa estação. Verão: Vem da expressão latina veranum tempus, que significa tempo da frutificação.
Outono: Originou-se de tempus autumnus, que é o mesmo que tempo de ocaso.
Inverno: De tempus hibernus, quer dizer tempo de hibernar.

PRIMAVERA
“A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la… e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega”.
Cecília Meireles (Do livro Cecília Meireles – Obra em Prosa, Editora Nova Fronteira) 


BIOGRAFIA DE CELEBRIDADES

PABLO NERUDA
(Diplomata, consul e escritor)
1904-1973

Filho de um operário ferrroviário e de uma professora primária, nasceu em 12 de julho de 1904, na cidade de Parral (Chile). Seu nome era verdadeiro era Neftalí Ricardo Reyes Basoalto. Perdeu a mãe no momento do nascimento.Em 1906, a família muda-se para a cidade de Temuco. Começa a estudar por volta dos sete anos no Liceu para Meninos da cidade. Ainda em fase escolar, publica seus primeiros poemas no jornal “ La Manãna”. No ano de 1920, começa a contribuir com a revista literária “Selva Austral”, já utilizando o pseudônimo de Pablo Neruda (homenagem ao poeta tcheco Jan Neruda e ao francês Paul Verlaine).   Em 1921, passa morar na cidade de Santiago e estuda pedagogia no Instituto Pedagógico da Universidade do Chile. Em 1923 publica ‘Crepusculário” e no ano seguinte “Vinte poemas de amor e uma canção desesperada”, já com uma forte marca do modernismo. No ano de 1927, começa sua carreira diplomática, após ser nomeado cônsul na Birmânia. Em seguida passa a exercer a função no Sri Lança, Java Singapura, Buenos Aires, Barcelona e Madrid. Nesta viagens, conhece diversas pessoas importantes do mundo cultural. Em Buenos Aires, conheceu Garcia Lorca, e em Barcelona Rafael Alberti.  Em 1930, casa-se com María Antonieta Hagenaar, divorciando-se em 1936. Logo após começou a viver com Delia de Carril, com quem se casou em 1946, até o divórcio em 1955. Em 1966, casou-se novamente, agora com Matilde Urrutia. Em 1936, explode a Guerra Civil Espanhola. Comovido com a guerra e com o assassinato do amigo Garcia Lorca, compromete-se com o movimento republicano. Na França, em 1937, escreve “Espanha no coração”. Retorna neste ano para o Chile e começa a produzir textos com temáticas políticas e sociais. No ano de 1939, é designado cônsul para a imigração espanhola em Paris e pouco tempo depois cônsul Geral do México. Neste país escreve “Canto Geral do Chile”, que é considerado um poema épico sobre as belezas naturais e sociais do continente americano. Em 1943, é eleito senador da República. Comovido com o tratamento repressivo que era dado aos trabalhadores de minas, começa a fazer vários discursos, criticando o presidente González Videla. Passa a ser perseguido pelo governo e é exilado na Europa. Em 1952, publica “Os versos do capitão” e dois anos depois “ As uvas e o vento”. Recebe o prêmio Stalin da Paz em 1953. Em 1965, recebe o título honoris causa da Universidade de Oxford (Inglaterra). Em outubro de 1971, recebe o Prêmio Nobel de Literatura. Durante o governo do socialista Salvador Allende, é designado embaixador na França. Doente, retorna para o Chile em 1972. Em 23 de setembro do ano seguinte, morre de câncer de próstata na Clínica Santa Maria de Santiago (Chile).
OBRAS DE PABLO NERUDA
Crepusculario. 
Veinte poemas de amor y una canción desesperada.
Tentativa del hombre infinito.
El habitante y su esperanza. Novela.
Residencia en la tierra (1925-1931).
España en el corazón. Himno a las glorias del pueblo en la guerra: (1936- 1937).
Tercera residencia (1935-1945).
Canto general.
Todo el amor.
Las uvas y el viento.
Odas elementales.
Nuevas odas elementales.
Tercer libro de las odas.
Estravagario.
Cien sonetos de amor (Cem Sonetos de Amor).
Navegaciones y regresos.
Poesías: Las piedras de Chile.
Cantos ceremoniales.
Memorial de Isla Negra.
Arte de pájaros.
La Barcaola.
Las manos del día.
Fin del mundo.
Maremoto.
La espada encendida.
Invitación al Nixonicidio y alabanza de la revolución

CIRCULA NA INTERNET

MORREU DE TESÃO
Já viu alguém morrer de tesão? Olha esse ai! 


IMAGEM DO DIA

Uma belíssima imagem na pitoresca região de Canoa Quebrada - Aracati - CE - Brasil, clicada pela digital da amiga Greycianne Cordeiro.

PIADA DO BLOG

ADÃO E EVA NO PARAÍSO
Um inglês, um francês e um russo estão num museu vendo um quadro de Adão e Eva no Paraíso.
- Olha só que discrição, que calma! - diz o inglês - Só podem ser ingleses.
- Imagine! - diz o francês - Eles estão pelados, com um sorriso sacana no rosto. Só podem ser franceses.
- Não têm roupa, não têm casa. - diz o russo - Só têm uma maçã para comer e disseram-lhes que estão no Paraíso. Só podem ser russos!

TEXTO DO BLOG

MACUNAÍMA VIVE
por  Rinaldo Barros*

Já tem um tempinho que ando assuntando sobre o significado de tudo isso que estamos vivendo. Cogito se não estaríamos vivendo “entre dois mundos: um definitivamente morto e outro que luta por vir à luz”.
Já se fala em fim de um ciclo.
Busquei nos mestres do século passado uma possível fonte para compreender esta charada. Fixei-me em Macunaíma.
Segundo o próprio autor, Mário de Andrade, Macunaíma representa "a aceitação sem timidez nem vanglória da entidade nacional", concebida como o retrato cultural do povo brasileiro, índio branco, feiticeiro, mau caráter, preguiçoso, mentiroso, egoísta, gozador, capaz de rir de si próprio e de nunca perder uma piada. Terreno fértil para, frente à impunidade, florescer atos de corrupção, praticados com naturalidade, sem que sejam vinculados com a questão da ética ou com a moral vigente.  Como se fossem coisas separadas.
Pequenas corrupções cotidianas são consideradas “defesas”, expressão muito usada por diversos segmentos da população. Um passo para aceitar a corrupção de todos os níveis.
Macunaíma poderia ser a metáfora de uma crise, mas também pode ser tomado como um desafio a ser vencido. O povo brasileiro teria sido formado historicamente de forma a ser capaz de adaptar-se, no cotidiano, a inúmeras formas de estratégias de sobrevivência.
Capacitou-se a conviver “espertamente” com situações adversas de exploração, violência, corrupção, miséria moral, discriminação, desemprego, analfabetismo, utilizando-se das armas ou mecanismos psicológicos os mais diversos. A arma mais utilizada é o humor. Mentir talvez seja a vice-campeã. Impontualidade e Hipocrisia disputam pau-a-pau.
Relembro agora que aprendemos com Gilberto Freire que a família patriarcal determinou toda estrutura social e as relações com o poder público. Formou-se sociologicamente “uma invasão do público pelo privado, do Estado pela Família”. O patrimonialismo é visto como “natural”.
Para complicar ainda mais, nossa cultura tem como traço definidor sua diversidade e ao mesmo tempo o sincretismo de várias manifestações antropológicas, principalmente negras, índias e portuguesas. Assume dimensão gigantesca o problema da mestiçagem do povo brasileiro.
A mestiçagem é uma não-identidade. Somos todo mundo e não somos ninguém. Darcy Ribeiro, em seu livro “O Povo Brasileiro”, falou sobre o conceito de ninguémdade. Os brasileiros somos brancos que não são brancos, negros que não são negros, índios que não são índios.
Essa faceta adaptativa de nossa complexidade foi comprovada recentemente em pesquisa do IBOPE, cujo resultado aponta na direção da aceitação generalizada do nepotismo, do patrimonialismo (invasão do público pelo privado) e da corrupção eleitoral.
A pergunta “Você venderia o seu voto?” tem resposta imediata e sem pejo: “Depende do preço que você pagar”. Em cada eleição, no Brasil, milhões de votos são vendidos.
O Ibope tem pesquisa, não publicada, reveladora do grau dessa característica nacional: quase 75 por cento dos entrevistados admite que conviveria com a corrupção, se estivesse em cargo público. Na base do “todo mundo faz”.
Para completar, a urbanização ocorrida em velocidade vertiginosa nos últimos quarenta anos expulsou milhões de trabalhadores rurais (caipiras) para os centros urbanos, lançando nas cidades muito mais gente do que as fábricas conseguiram ocupar. São lúmpens, diria Marx.
São milhões de pessoas cujo único compromisso é consigo mesmo, com sua sobrevivência. A vida famélica não lhes deu oportunidade de perceber que existem princípios éticos em nosso mundo, menos ainda que a civilização somente será construída a partir da cidadania.
Resumo da ópera: provavelmente, “tudo continuará como dantes no quartel de Abrantes” ainda durante um bom tempo. Até porque essas questões são estruturais, históricas, sistêmicas, e não serão resolvidas nem fácil nem rapidamente. Com sorte, no patropi, a cidadania se fará vida nas gerações dos meus bisnetos.
Por enquanto, Macunaíma vive.

(*) Rinaldo Barros é professor – rb@opiniaopolitica.com

INDICADORES DO BLOG

BOVESPA
A bolsa paulista registrou forte queda na segunda-feira (29), o Ibovespa recuou 4,52%, aos 54.625 pontos, influenciado pelo desempenho das ações da Petrobras. É a maior queda desde setembro de 2011 e a menor pontuação desde julho deste ano.
BOLSAS DO MUNDO
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
TOTAL (PTS)
Dow Jones - Estados Unidos
-0,30%
-50,67
17.062,48
S&P 500 - Estados Unidos
-0,26%
-5,24
1.977,61
NASDAQ COMPOSITE
-0,14%
-6,34
4.505,85
DAX Frankfurt - Alemanha
-0,71%
-67,64
9.422,91
CAC 40 - França
-0,83%
-36,68
4.358,07
Euro Stoxx 50 - Europa
-1,01%
-32,63
3.186,95
Merval - Argentina
+0,13%
+17,51
12.553,04
Nikkei 225 - Japão
+0,50%
+80,78
16.310,64
SSE Composite - China
+0,43%
+9,99
2.357,71
Hang Seng - China
-1,90%
-449,20
23.229,21
29/09/2014 17h30 | Thomson Reuters

MOEDAS
MOEDA
COMPRA (R$)
VENDA (R$)
VAR (%)
Dólar Comercial
2,4546
2,4556
+1,64%
Euro
3,1160
3,1177
+1,54%
Libra
3,9890
3,9901
+1,46%
Peso Argentino
0,2894
0,2897
+1,08%
29/09/2014 17h28 | Thomson Reuters
   
INFLAÇÃO
ÍNDICE
VALOR (%)
IBGE IPCA Month
0,25%
INPC IBGE (mês)
54,00%
BR IPC-Fipe Infl
FIPE
IPC-DI FGV (mês)
0,24%
IGP-DI FGV (mês)
1,10%
IGP-M FGV (mês)
0,77%
IPA-DI FGV (ano)
-4,08%
ICV Dieese (mês)
0,93%
29/09/2014 17h30 | Thomson Reuters   

JUROS E POUPANÇA
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
Selic (ano)
11,00%
CDI (ano)
10,80%
TJLP - Taxa de juros de longo prazo (trimestre)
5,00%
TR - Taxa referencial (mês)
0,0703%
Poupança (mês)
0,571%
29/09/2014 17h28 | Thomson Reuters
  
COMMODITIES
ÍNDICE
VARIAÇÃO (%)
VARIAÇÃO (PTS)
COTAÇÃO (US$)
Prata
-
-0,13
17,48
Platina
-
+7,75
1.304,75
Petróleo WTI
+1,07%
+1,01
95,25
Ouro
-
-2,43
1.216,58
Petróleo Brent
+0,14%
+0,14
97,14
Paládio
-
+16,41
788,51

29/09/2014 17h30 | Thomson Reuters

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

CITAÇÃO DO DIA

“O ponto de encontro entre a criação artística e a vida vivida talvez esteja naquele espaço privilegiado que é o sonho.” (Antonio Tabucchi) 

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL CAI 0,17% EM AGOSTO
O estoque da dívida pública federal (DPF) caiu 0,17% em agosto (o equivalente a R$ 3,64 bilhões), atingindo R$ 2,16 trilhões. Os dados foram divulgados na semana passada pelo Tesouro Nacional. Em julho, o estoque estava em R$ 2,17 trilhões. A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 15,17 bilhões no mês passado. A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) caiu 0,33% e fechou o mês em R$ 2,07 trilhões. A Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 3,53% maior, somando R$ 94,42 bilhões em agosto. O coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, classificou como "um volume bom de emissão" os R$ 52,28 bilhões emitidos pelo Tesouro Nacional em agosto. Os resgates, por sua vez, somaram R$ 71,10 bilhões, o que resultou num resgate líquido de R$ 18,81 bilhões. Os estrangeiros aumentaram a aquisição de títulos do Tesouro Nacional em agosto. A participação dos investidores estrangeiros no estoque da Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) subiu de 18,52% em julho para 18,80% em agosto, somando R$ 390,16 bilhões, segundo os dados divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional. Em julho, o estoque estava em R$ 385,67 bilhões. O Tesouro Direto chegou a 419,037 mil investidores cadastrados em agosto. "O Tesouro atribui isso, mais uma vez, ao crescente conhecimento dos investidores sobre essa opção e ao reconhecimento do programa como opção de investimento segura e rentável. A rentabilidade dos títulos do Tesouro Direto foi bastante expressiva", disse Garrido. No mês passado, o Tesouro Direto emitiu R$ 380 milhões. Os resgates somaram R$ 223,74 milhões, o que resultou em emissão líquida de R$ 156,41 milhões.

CIENTISTAS DESCOBREM ÁGUA EM ATMOSFERA DE EXOPLANETA
Cientistas americanos detectaram pela primeira vez vapor de água na atmosfera de um exoplaneta do tamanho de Netuno, uma descoberta publicada na revista Nature, que permite avançar para a identificação de mundos além do nosso Sistema Solar com condições similares às da Terra. Até então, só havia sido possível analisar a composição atmosférica de grandes exoplanetas gasosos, similares a Júpiter, enquanto que agora foi medida a presença de água em um corpo celeste com raio cerca de quatro vezes maior que o da Terra. O pesquisador da Universidade de Maryland Jonathan Fraine e seus colegas utilizaram uma técnica chamada espectrometria de transmissão para obter a composição atmosférica do planeta HAT-P-11b, a uma distância de cerca de 122 anos-luz. O planeta extrasolar, na constelação do Cisne, orbita ar redor da estrela HAT-P-11. Trata-se do planeta menor e mais frio em que foram detectados até agora sinais da presença de água, um dos elementos essenciais para que se possa desenvolver a vida. A partir de imagens obtidas pelos telescópios Hubble e Spitzer, os cientistas encontraram pela primeira vez um planeta de tamanho médio em que uma grossa camada de nuvens não impede medir a composição de sua atmosfera. Na maior parte dos casos, densas nuvens compostas por todo tipo de elementos impedem analisar as camadas mais profundas da atmosfera dessa classe de corpos. Esse mesmo obstáculo resultou em um problema há décadas para estudar planetas do sistema solar como Júpiter, coberto de nuvens estratificadas de amoníaco, e Vênus, onde se estendem grossas nuvens de ácido sulfúrico. Por causa da impossibilidade de enviar sondas espaciais para estudar exoplanetas distantes, os cientistas estabelecem sua composição atmosférica a partir da informação do espectro eletromagnético que chega à Terra. Até agora, os cientistas tinham tentado, sem êxito, analisar a atmosfera de outros quatro planetas extrasolares de tamanho similar ou menor que Netuno. No caso do HAT-P-11b, por outro lado, puderam apreciar claras marcas no espectro que demonstram a presença de moléculas de vapor de água, assim como de hidrogênio e traços de átomos pesados. A descoberta ajudará a compreender a formação e a evolução dessa classe de exoplanetas, segundo aponta o estudo da Nature

VENDAS DE PCS NO BRASIL TÊM PIOR ÍNDICE DA HISTÓRIA NO 2º TRI, DIZ IDC
A venda de computadores pessoais no Brasil sofreu queda de 26 por cento no segundo trimestre sobre o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela empresa de pesquisa de mercado IDC. O resultado corrobora a projeção da companhia de que as vendas de PCs no país em 2014 terão a pior queda já registrada desde o início das medições em 1990. A expectativa da IDC é que as vendas vão recuar 24% este ano sobre 2013, quando já tinham sofrido baixa de 10% sobre 2012. Na comparação com o fraco primeiro trimestre, porém, as vendas de PCs no país subiram cerca de 8%, a 2,65 milhões de unidades, informou a empresa. O movimento de vendas de abril a junho foi liderado pela comercialização de notebooks, responsáveis por 62% dos PCs vendidos no período. No acumulado do primeiro semestre, as vendas de computadores pessoais no Brasil somam 5,05 milhões de unidades, queda de 27% sobre o volume comercializado na primeira metade de 2013, segundo o IDC. “Entre os consumidores, há o fator Copa do Mundo, enquanto o mercado corporativo é sempre mais cauteloso ao fazer investimentos em anos de eleições, especialmente no setor de médias e grandes empresas”, afirmou em comunicado Pedro Hagge, analista da IDC. Ele acrescentou que houve também uma queda acentuada nas compras de PCs pelo setor público, “com a entrega de projetos já licitados e poucas novas licitações”. 

COLÍRIO DO BLOG

STEFFANI PRUDÊNCIO UM COLÍRIO BEM SAUDÁVEL DOSADO EM 05 GOTAS 





STEFFANI PRUDÊNCIO - Ela foi a Bela da Torcida pelo São Paulo, e agora chega determinada a causar um grande alvoroço entre os fãs do Bella da Semana. Aos 20 anos, Steffani Prudencio já pode ser chamada de mulher perfeita: além de gata, a morena de olhos azuis curte futebol, é fiel e adora ser dominada. Olha bem pra ela e me confessa uma coisa: você nem aguentou ler o texto até o final...
Nome: Steffani Prudencio.
Data e local de nascimento: 30 de julho de 1994, em São Paulo (SP).
Cidade onde mora: Campinas (SP).
Signo: leão.
Medidas
Altura: 1,58 m.
Quadril: 99 cm.
Cintura: 66 cm.
Busto: 82 cm.
Pés: 35.


EFEITOS COLATERAIS DO COLÍRIO DO BLOG
Aumento da frequência cardíaca, endurecimento dos membros, falta de ar e insônia.

PRECAUÇÕES
O uso prolongado pode causar dependência. Se persistirem os sintomas, consulte um médico. 

CAUSOS DO BLOG

SOLUÇÃO RÁPIDA 

A questão de água, no Nordeste, sempre aguçou rivalidades. Certa vez, Juarez Távora, ministro da Viação do marechal Castello Branco, foi ao Rio Grande do Norte visitar obras. Ao desembarcar, ouviu de um líder político local:
- Precisamos de um grande açude aqui, porque estamos inferiorizados em relação ao Ceará. Lá, existem 19; aqui, 18.
Távora sacou a solução na hora:
- Não tem problema. Mando arrombar um no Ceará e fica empatado… 

SUA CIDADE NO PASSADO

MOSSORÓ-RN NO ANO DE 1968
Fábrica de Fiação e Tecelagem de Mossoró S/A – FITEMA, empresa fundada em 1948, e estava sediada na Av. Presidente Dutra, Bairro do Alto de São Manuel, na cidade de Mossoró-RN. A imagem acima, provavelmente de autoria de Manuelito Pereira, (1910-1980), e captada no ano de 1968, retrata o prédio da fábrica. 

Fonte: http://telescope.blog.uol.com.br/index.html

CIRCULA NA INTERNET

A VIDA COMO ELA É


IMAGEM DO DIA

Uma bela imagem na aconchegante Fortaleza-CE-Brasil

PIADA DO BLOG

O BÊBADO E A RECEITA MÉDICA
- Um cara chegou no trabalho todo de porre e trocando as pernas, o chefe dele chegou e falou:
- Porra que história é esta que te aconteceu pra você estar neste estado?
 E o bêbado respondeu:
- A culpa é do Doutor... Foi o Doutor que fez isso.
O chefe questionou:
- Mas como assim? O médico?
E o bêbado respondeu:
- Eu fui no doutor, e ele me examinou, e disse pra mim comprar  uns negócios, escreveu num papel, eu não entendi muita coisa era uma letra ruim, mas li lá embaixo dos garranchos, “... e pinga 4 vezes ao dia.”

TEXTO DO BLOG

SE O PAPEL DE DONA DE CASA LHE TRAZ INSATISFAÇÃO A ÚNICA SAÍDA É MUDAR

A definição de papéis domésticos nos quais a mulher é dedicada ao lar e o homem, o provedor é uma vestimenta que aperta e incomoda quem segue esse figurino. A esposa sente-se infeliz e, nesse caso, não deve ignorar seus sentimentos nem a crise que se instala na relação em consequência de sua insatisfação. Não ignore esses problemas. É chegado o momento de tomar uma atitude.

por Maria Vilela Nakasu.*

 “Casei muito cedo, tive filhos e sempre cuidei de tudo. Meu esposo trabalha fora, põe dinheiro em casa, eu ponho toda a minha energia em casa. Até parece que está escrito na minha testa: desocupada. Ninguém reconhece meu trabalho, ninguém colabora com nada. Levo a vida que gostaria de levar? Estou casada por dependência financeira? Tenho prazer nas relações sexuais? Tudo é mecânico? Obrigação? O que estou fazendo com a minha vida?” Tais perguntas atormentam muitas mulheres infelizes. Há reclamações e brigas.
Elas questionam seus maridos, filhos, em um pedido desesperado de ajuda; sentem-se sobrecarregadas de serviço. Os esposos estranham sua atitude. Pensam: “Eu, como homem da casa, garanto o sustento; ela, como mulher, deve cuidar do resto”. Essas mulheres não tiveram condições de concluir seus estudos ou arrumar um trabalho que faça sentido. Vestem uma fantasia social que servia no passado, mas que agora aperta, incomoda. Não encontram mais sentido no tripé marido-filhos-casa. Como reclamam, se tornam as chatas da casa e não são levadas a sério. As reclamações viram uma espécie de mantra, música de fundo da vida doméstica.
Então, ela segue uma dessas três direções: ou deprime; ou somatiza; ou larga mão. Deprimida, chora à toa, não tem vontade de levantar, se fecha em um casulo. Ao somatizar, o ódio no seu corpo faz elevar sua pressão, produz dores nas costas, labirintites, rinites alérgicas etc. Se larga mão, reina a indiferença. Para de reclamar, mas para igualmente de fazer, de cuidar. Começa a deixar aparecer o pó na casa, a gordura na cozinha. Sai sem dar satisfação, deixa a louça na pia e fala para o marido e filhos que podem se virar sozinhos. Sai de casa com mais frequência, vai à igreja, encontrar amigas, ver a mãe, comprar algo e assim por diante.
Seja qual for sua opção para lidar com a insatisfação, ela geralmente atinge um ponto crítico no qual a depressão aumenta de intensidade, as dores de magnitude e a indiferença passa a afastá-la do resto de sua família. Sente-se só e não consegue sair desta “rede invisível” que a aprisiona. Essa “rede” se relaciona aos papéis sociais: o que é dever do homem, o que é dever da mulher. Algo que, faz muito tempo, não é mais tão definido. Ambos se questionam com perguntas diferentes e não sabem até que ponto o outro irá acompanhar. A crise no casamento se instala. O casal já não sabe mais o que é comodidade, o que é amor vivo, o que é projeto comum.
Toda crise revela algo, é um termômetro do presente. Não se deve tentar tapar o sol com a peneira. É preciso olhar para aquilo que não anda bem. É chegada a hora de mudar. Difícil? Muito. A dinâmica no lar pode sofrer abalos e depois se reacomodar de forma mais satisfatória para o casal; esta dinâmica pode igualmente implodir e, então, é hora de rever seu funcionamento e lidar com os pedaços que sobraram da implosão. Pode ainda continuar tudo igual. Nesse caso, é preciso muita atenção para que o corpo, os sentimentos, o coração não se tornem depositários das tristezas e frustrações. Se espírito, alma e corpo padecem na falta de diálogo, conversa e reflexão dentro de casa, é realmente hora de tomar uma atitude.  


(*) Maria Vilela Nakasu, pós-doutoranda em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) - marianakasu@hotmail.com

domingo, 28 de setembro de 2014

DICA DO BORJÃO

A "Dica do Borjão" de hoje, 28 de setembro de 2014, disponibiliza mais uma música "made in" Itália: "PER UMA DONNA (Corrado Mantoni/Giulio Perretta/Marcello de Martino)", na belíssima voz de Jimmy Fontana, que embalou muitos romances na década de "60", se não me engano essa música foi a vencedora do Festival Internacional da Canção Popular no ano de 1967. Um excelente domingo para vocês e até a próxima "Dica do Borjão". 

PER UNA DONNA
(Corrado Mantoni/Giulio Perretta/Marcello de Martino)

Per una donna
persino un uomo forte
può soffrire.

Per una donna
persino un uomo saggio
può sbagliare.

Ma io ringrazio
il mio destino
perchè mi ha dato la mia donna.

Per una donna
adesso son cambiato
e finalmente credo in me.

Per una donna
adesso sono un uomo
che sa vivere.

Perchè adesso so
che il mio domani
insieme a lei conquisterò.

Che non potremo separarci mai
e che il mondo appartiene a noi,
che lei vivrà per me ed io per lei.

Per una donna!

Ma io ringrazio
il mio destino
perchè mi ha dato la mia donna.

E per una donna
adesso son cambiato
e finalmente credo in me.

Per una donna
adesso sono un uomo
che sa vivere.

Perchè adesso so
che il mio domani
insieme a lei conquisterò.

Che non potremo separarci mai
e che il mondo appartiene a noi,
che lei vivrà per me ed io per lei.

Per una donna!
la la la la....
Per una donna!

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

CITAÇÃO DO DIA

“Sua presença é um presente para o mundo. Você é único e só há um igual a você. Sua vida pode ser o que quiser que ela seja. Viva os dias, apenas um de cada vez. Conte seus sucessos, não seus problemas. Você os superará venha o que vier. Dentro de você há muitas respostas. Compreenda, tenha coragem, seja forte. Não coloque limites em si mesmo. Muitos sonhos estão esperando para serem realizados. As decisões são muito importantes para serem deixada ao acaso. Alcance seu máximo, seu melhor e seu prêmio. Nada consome mais energia do que a preocupação. Quanto mais tempo se carrega um problema, mais pesado ele fica. Não leve as coisas tão a sério. Viva uma vida de serenidade, não de arrependimentos. Lembre-se de que um pouco de amor dura muito. Lembre-se muito disso: dura para sempre. Lembre-se que a amizade é um investimento sábio. Os tesouros da vida são todas as pessoas. Perceba que nunca é tarde demais. Faça coisas simples e de forma simples. Tenha saúde, esperança e felicidade. Nunca jamais esqueça, por sequer um dia o quanto você é especial !!!” (Rivalcir Liberato)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

GRANBIO ANUNCIA PRODUÇÃO INDUSTRIAL DE ETANOL 2G PELA PRIMEIRA VEZ NO PAÍS
O Brasil começou a produzir neste mês de setembro o chamado etanol de segunda geração (2G) a partir da palha da cana-de-açúcar. A GranBio, empresa de biotecnologia industrial, controlada pela GranInvestimentos, holding da família Grandin, anunciou nesta quarta-feira que sua planta de álcool 2G instalada no município de São Miguel dos Campos, em Alagoas, já começou a funcionar e está produzindo o combustível pela primeira vez no país. O anúncio acontece num cenário adverso para o setor sucroalcooleiro, que está endividado, reduzindo investimentos, promovendo demissões e assistindo o fechamento de diversas usinas. De acordo com Bernardo Gradin, presidente da empresa, a produção começou há dez dias. A estimativa é de chegar a uma fabricação semanal de até 300 mil litros, elevando para 1 milhão de litros por mês, em outubro, e 8 milhões de litros mensais no meio do ano que vem, quando a planta estiver funcionando a plena carga. Para Gradin, o álcool de segunda geração pode ser uma saída mais rápida para a crise no setor. — A palha e o bagaço de cana são deixados no campo e essas sobras viram receita para a segunda geração. Então, vamos gerar um volume de riqueza que antes não era considerado — afirma Gradin. A vantagem do álcool de segunda geração é que não é necessário aumentar a área de cana plantada, já que a matéria-prima é o bagaço e a palha. Além disso, a expectativa é que o custo de produção seja 20% mais baixo do que o álcool de primeira geração. Na planta, foram investidos R$ 190 milhões, um valor cerca de 35% maior do que o esperado inicialmente, já que foram feitos ajustes durante o processo. Ate 2020, a empresa pretende instalar mais dez plantas no país, em parcerias com usinas de primeira geração (que fazem o plantio da cana). Nessas plantas, serão investidos cerca de R$ 4 bilhões. De acordo com Gradin, 65 pessoas trabalham na indústria e outras 210 na colheita da palha.

CIENTISTAS TELETRANSPORTAM PARTÍCULA DE LUZ POR 25 KM
Uma equipe da Universidade de Genebra conseguiu teletransportar o estado quântico de um fóton para um cristal ao longo de 25 quilômetros de fibra óptica, mostrando que a informação pode ser teletransportada da luz para a matéria. De acordo com o comunicado dos cientistas à imprensa, os resultados provam “que o estado quântico de um fóton pode ser mantido enquanto é transportado para um cristal sem que os dois entrem diretamente em contato”. O teletransporte quântico envolve o movimento de pequenos bits de dados de um lugar para outro instantaneamente, através de um fenômeno conhecido como emaranhamento quântico — quando duas partículas ligadas agem como gêmeas, mesmo depois de separadas, o que significa que a informação pode ser instantaneamente passada de uma para outra sem toque. Os pesquisadores são fascinados pelo teletransporte quântico porque ele pode revolucionar a maneira como carregamos e transmitimos dados. Mas até agora os cientistas lutavam para descobrir qual informação quântica armazenada na luz poderia ser usada nos sistemas de comunicação existentes, baseados em matéria. Nesse experimento, os físicos pegaram dois fótons emaranhados e enviaram um deles, via fibra óptica, por 25 quilômetros, enquanto o outro foi enviado a um cristal, que armazenou sua informação. Um terceiro fóton foi então enviado como uma bola de bilhar para colidir com o primeiro fóton, apagando ambos. Só que os cientistas descobriram que a informação do terceiro fóton não tinha sido destruída, mas transferida para o cristal que continha as informações do segundo fóton emaranhado. O resultado do estudo foi publicado na revista “Nature Photonics”. Isso mostra que “o estado quântico dos dois fótons emaranhados, que são como gêmeos siameses, é um canal que empodera o teletransporte da luz para a matéria” explicou o coautor da pesquisa, Félix Bussieres.

MICROSOFT ANUNCIA O SEU PRÓPRIO ADAPTADOR PARA TRANSFORMAR TVS COMUNS EM ‘SMARTS’
A Microsoft anunciou nesta semana o seu próprio adaptador que permite a usuários visualizarem de forma prática e rápida conteúdos de computadores, smartphones e tablets em sua TV, por meio da rede Wi-Fi. Batizado de Wireless Display Adapter, o dispositivo funciona de forma semelhante ao Chromecast, do Google e se conecta à televisão do usuário por meio das portas HDMI e USB. Para o seu uso, não é necessário que ele esteja conectado à internet, apenas à mesma rede Wi-Fi do aparelho que fará a transmissão de conteúdo. Compatível com aparelhos que rodam Windows 8.1, Windows Phone 8.1 e Android 4.2.1, o acessório já está em pré-venda nos EUA e Canadá por US$ 59,95 e estará disponível aos consumidores no mês que vem. Ainda não há previsão do lançamento do aparelho no Brasil.