Seja bem vindo ao "Blog do Borjão"

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

NOTÍCIA DA HORA

"EU NÃO SOU SUPER-HERÓI", DIZ ROBERTO CLAUDIO EM PRIMEIRO DISCURSO APÓS REELEIÇÃO 

Ladeado pelo candidato eleito a vice-prefeito, Moroni Torgan (DEM), o prefeito Roberto Cláudio (PDT) agradeceu aos eleitores e apoiadores, na festa da vitória, no comitê da avenida Sebastião de Abreu, no Cocó. O prefeito alfinetou em discurso transmitido no Facebook o adversário derrotado Capitão Wagner (PR). "Eu não sou super-herói, eu sou humano, tenho família, tenho um coração, tenho alma, tenho virtudes e tenho defeitos. Mas entrei nessa campanha com a certeza de dar o meu melhor", disse. RC ainda puxou o coro: "Votei de coração, sem arma na mão". Ao agradecer ao ex-governador Cid Gomes (PDT), Roberto Cláudio falou sobre os avanços do Ceará na gestão do correligionário e afirmou: "É por isso que tem tanta gente com dor de cotovelo". Ao agradecer ao ex-governador Cid Gomes (PDT), Roberto Cláudio falou sobre os avanços do Ceará na gestão do correligionário e afirmou: "É por isso que tem tanta gente com dor de cotovelo". O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) também se fez presente na festa da vitória, envolto em uma bandeira de seu partido. O governador Camilo Santana (PT) e a vice-governadora Isolda Cela (PDT) também estiveram sob o palanque. O prefeito reeleito agradeceu aos eleitores. "Minha gente, essa vitória não é de ninguém que não seja vocês! Brigado por tudo. Só vale a pena tudo isso porque a grande razão por de trás do nosso trabalho é continuar servindo Fortaleza". 

CITAÇÃO DO DIA

“A importância de um trabalho, seja ele qual for, está no valor que damos a ele. O mundo precisa de toda contribuição para continuar a caminhar. Além disso, nossa utilidade está não só no trabalho que produzimos, mas naquilo que podemos dar de nós como seres humanos. Jesus trabalhou como carpinteiro e certamente produziu coisas materiais, mas a herança que deixou na construção humana e espiritual é incomparável a  qualquer outra.  Toda profissão é bela, que seja ela diplomada de universidades ou da vida. Toda função é importante para que o mundo possua significado. Toda pessoa é única e o espaço que ela ocupa é só dela. Toda pessoa tem de si a dar, sem se perder um milímetro nessa doação, muito pelo contrário. Não... não somos em absoluto indispensáveis à vida, mas, definitivamente, somos imprescindíveis na história do mundo se sabemos dar de nós de maneira generosa e ilimitada.” (LETÍCIA THOMPSON)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

GOVERNO CENTRAL TEM DÉFICIT PRIMÁRIO DE R$ 25,302 BILHÕES EM SETEMBRO
Com a atividade econômica baixa e recuo no pagamento de tributos, o Governo Central registrou um déficit primário de R$ 25,302 bilhões em setembro, o pior desempenho para o mês da série histórica, que tem início em 1997. O resultado reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central. Em setembro de 2015, o governo central registrou déficit de R$ 6,854 bilhões. O resultado de setembro veio pior do que a mediana das expectativas do mercado financeiro, que apontava um déficit de R$ 23,350 bilhões, de acordo com levantamento do Projeções Broadcast junto a 16 instituições financeiras. O dado do mês passado ficou dentro do intervalo previsto, que estava entre déficits de R$ 14,400 bilhões a R$ 29,000 bilhões. Entre janeiro e setembro deste ano, o resultado primário foi de déficit de R$ 96,633 bilhões, também o pior resultado da série. Em igual período do ano passado, esse mesmo resultado era negativo em R$ 20,818 bilhões. Em 12 meses, o Governo Central apresenta um déficit de R$ 138,2 bilhões. Para este ano, a meta fiscal admite um déficit de R$ 170,5 bilhões nas contas do governo central. As contas do Tesouro Nacional - incluindo o Banco Central - registraram um déficit primário de R$ 226,7 milhões em setembro. No ano, porém, há superávit primário acumulado nas contas do Tesouro Nacional (com BC) de R$ 16,017 bilhões. As contas apenas do Banco Central tiveram superávit de R$ 31,3 milhões em setembro, mas um déficit de R$ 450,9 milhões no acumulado do ano até o mês passado. No mês passado, o resultado do INSS foi um déficit de R$ 25,076 bilhões. Já no acumulado do ano, o resultado foi negativo em R$ 112,650 bilhões. As contas apenas do Banco Central tiveram superávit de R$ 31,3 milhões em setembro, mas um déficit de R$ 450,9 milhões no acumulado do ano até o mês passado.
RECEITAS E DESPESAS
O resultado de setembro representa queda real de 9,6% nas receitas em relação a igual mês do ano passado. Já as despesas tiveram alta real de 9,2%. No ano até setembro, as receitas do governo central recuaram 7% ante igual período de 2015, enquanto as despesas aumentaram 2% na mesma base de comparação. O caixa do governo federal recebeu R$ 200,3 milhões em dividendos pagos pelas empresas estatais em setembro, cifra 68,9% menor do que em igual mês do ano passado, já descontada a inflação. Já no acumulado do ano, as receitas com dividendos somaram R$ 1,479 bilhão, queda real de 77,4% em relação a igual período de 2015. Já as receitas com concessões totalizaram R$ 203,9 milhões em setembro, alta real de 185,8% ante setembro de 2015. Nos nove primeiros meses de 2016, essa receita somou R$ 21,119 bilhões, alta real de 253,4% ante igual período do ano passado.
INVESTIMENTOS TOTAIS
Os investimentos do governo federal caíram a R$ 38,592 bilhões nos primeiros nove meses de 2016. Desse total, R$ 26,068 bilhões são restos a pagar, ou seja, despesas de anos anteriores que foram transferidas para 2016. De janeiro a setembro do ano passado, os investimentos totais haviam somado R$ 41,868 bilhões. Os investimentos no Programa de Aceleração Econômica (PAC) somaram R$ 2,232 bilhões em setembro, queda real de 35,7% ante igual mês do ano passado. Já no acumulado primeiros meses do ano, as despesas com o PAC somaram R$ 26,983 bilhões, recuo de 18,2% ante igual período de 2015, já descontada a inflação.

CIENTISTAS ENCONTRAM PELA PRIMEIRA VEZ FÓSSIL DE CÉREBRO DE DINOSSAURO
Pesquisadores da Universidade de Cambridge anunciaram uma descoberta inédita. Pela primeira vez cientistas conseguiram identificar tecido cerebral fossilizado de um dinossauro. Acredita-se que o fóssil tenha 133 milhões de anos. O achado foi divulgado em estudo publicado no periódico Geological Society of London. O objeto foi encontrado em 2004 por um caçador de fósseis em Sussex, no Reino Unido, mas só foi confirmado agora como um cérebro de um dinossauro. As meninges (camadas resistentes que envolvem o cérebro), alguns pequenos capilares e porções de tecidos corticais adjacentes foram preservados no objeto como "fantasmas mineralizados". O fóssil, provavelmente de uma espécie semelhante ao Iguanodon, apresenta características semelhantes aos cérebros de crocodilos e aves atuais. O Iguanodon era um grande dinossauro herbívoro que viveu na mesma época do animal com o cérebro encontrado. Achar tecidos fossilizados, especialmente do cérebro de animais, é algo extremamente raro. Os fósseis podem ajudar a entender a evolução destes tecidos. "As chances de tecido cerebral ser preservado são incrivelmente pequenas. Então, a descoberta deste espécime é assombrosa" (Alex Liu, coautor do estudo e do Departamento de Ciências da Terra da Universidade de Cambridge)
DINOSSAUROS ERAM MAIS INTELIGENTES?
Em répteis, o cérebro normalmente tem a forma de uma salsicha, envolvido por uma densa região de vasos sanguíneos e de câmaras vasculares que servem como um sistema de drenagem de sangue. O cérebro em si só ocupa cerca de metade do espaço do interior da cavidade craniana. No caso do cérebro fossilizado, contudo, o tecido cerebral parecia estar pressionado diretamente contra o crânio, levantando a possibilidade de que alguns dinossauros tinham cérebros mais largos que enchiam boa parte da cavidade craniana. Os pesquisadores, contudo, pedem calma quanto a conclusões sobre a inteligência de dinossauros a partir deste exemplar de fóssil e afirmam que é mais provável que durante a morte e sepultamento a cabeça do dinossauro ficou virada. Enquanto o cérebro se deteriorava, a gravidade pode ter causado seu colapso e pressionado o tecido contra o crânio. "É inteiramente possível que dinossauros possuíssem um cérebro maior do que imaginamos, mas não podemos dizer a partir deste único espécime", explica David Norman, da Universidade de Cambridge e que também atuou na pesquisa.
ANIMAL DEVE TER MORRIDO EM PÂNTANO
Para os pesquisadores, esse tecido cerebral apenas continuou preservado porque o cérebro do dinossauro foi "conservado" em um ambiente aquático altamente ácido e com baixa oxigenação, como um pântano, logo após sua morte. Isso permitiu que tecidos leves se mineralizassem antes de desaparecerem completamente. "Achamos que este dinossauro morreu próximo a um ambiente aquático e que sua cabeça acabou parcialmente enterrada no sedimento ao fundo. Como a água tinha pouco oxigênio e era muito ácida, os tecidos do cérebro foram preservados antes que seu cérebro fosse enterrado no sedimento", afirma Norman. 

CONHEÇA A 'CADEIRA INTELIGENTE' QUE FICA NA FILA POR VOCÊ
Qualquer criança sabe da importância de não furar fila nem provocar um empurra-empurra. Mas um novo projeto desenvolvido no Japão pode ajudar a acabar com os torturantes minutos (ou horas) de espera. A cadeira ProPilot usa a tecnologia por trás de carros sem motorista para organizar uma fila mesmo quando as condições não são muito confortáveis. O projeto é uma espécie de "filhote" dos carros semiautônomos ProPilot, desenvolvidos pela montadora japonesa Nissan, e está um passo adiante da cadeira que estaciona sozinha em salas de conferência, também uma criação da empresa. A Nissan anunciou que vai iniciar testes com a cadeira robótica em 2017, instalando algumas delas em restaurantes badalados onde não se entra antes de muitos minutos na fila. O sistema ProPilot, que foi lançado na minivan Serena em agosto, tem por objetivo reduzir o estresse de dirigir em meio a um tráfego pesado e congestionado, usando sensores que mantêm o veículo centralizado em sua faixa e a uma distância consistente em relação ao carro à sua frente. Da mesma forma, a cadeira ProPilot alivia seus usuários do tédio de ficar em pé em uma fila. O objeto motorizado é dotado de uma base com um sistema elétrico de condução omnidirecional e com câmeras embutidas que monitoram a posição da cadeira à sua frente. Sensores de peso detectam a chegada ou a partida de seu ocupante. As cadeiras vazias, então, automaticamente se retiram da frente da fila para ir para seu final, enquanto as demais avançam suas posições em um espaço pré-determinado. Dessa forma, os usuários podem se entreter sem preocupações enquanto são transportados para a frente sem confusão alguma.
CADA VEZ MAIS IDOSOS 
É verdade que essa tecnologia pode piorar os hábitos de quem já é sedentário e antissocial. Ou pode ser que tudo não passe de uma jogada publicitária da Nissan para vender mais minivans. Mas 27% da população japonesa tem mais de 65 anos, e as projeções são de que essa proporção chegue a 40% em 2050. Trata-se de um grande grupo para quem passar longos períodos de pé é um grande desafio. E apesar da tecnologia evoluir cada vez mais no sentido de nos poupar de mais esforços físicos, a velha e boa tarefa de ficar em uma fila não parece dar sinais de que esteja à beira da extinção.
VEJA O VÍDEO

COLÍRIO DO BLOG

“JESSAMINE BONACORSO” UM ESPLENDOROSO COLÍRIO DOSADO EM SEIS GOTAS 






Jessamine Bonacorso - Eclética, inteligente, interessante e linda! A nova modelo do Bella da Semana é um verdadeiro exemplo de superação, determinação e força. Quando tinha 21 anos, Jessamine Bonacorso deixou a família no Rio Grande do Sul e partiu em busca de aperfeiçoamento pessoal e crescimento profissional. A gaúcha, que muda a cor dos cabelos toda semana, trabalha como cabeleireira e maquiadora, e faz questão de se manter a par sobre todas as novidades e tendências do mercado para o bem de seus clientes. Ela poderia usar a correria do dia a dia como desculpa para não se exercitar, mas não o faz. “Sou uma mulher responsável. Trabalho, estudo, saio pouco e adoro correr na praia aos domingos”, revela esta mulher segura e corajosa – características que intimidam muita gente por aí. Poderíamos passar o dia inteiro falando sobre o jeitinho todo especial de Jessamine (Xuxu, para os íntimos), mas preferimos guia-lo a uma descoberta pessoal e única. Veja as fotos, observe-a no vídeo, leia a entrevista... deixe-se levar ao mundo das diferenças e aproveite a viagem!
Nome: Jessamine Bonacorso.
Data e local de nascimento: sou gaúcha, natural de Cruz Alta (RS), nasci no dia 22 de novembro de 1986.
Cidade onde mora: Florianópolis (SC). 

Medidas
Altura: 1,58 m.
Quadril: 89 cm.
Cintura: 67 cm.
Busto: 89 cm.
Pés: 35. 



EFEITOS COLATERAIS DO COLÍRIO DO BLOG
Aumento da frequência cardíaca e falta de ar e insônia.

PRECAUÇÕES
O uso prolongado pode causar dependência. Se persistirem os sintomas, consulte um médico. 

CAUSOS DO BLOG

RURAL SEGUE FUSCA
por Geraldo Duarte*

Credite-se o causo motivador deste artiguete ao advogado Marcos Manuel de Almeida, velho amigo e funcionário do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), historiado com fina verve.
Lembrança de viagem do saudoso colega de trabalho, Aécio Barreto do Carmo, de Campina Grande para Solânea, na Paraíba, num anoitecer e empreendida num Fusca 1975.
Estrada pouco movimentada, em especial, durante o período noturno.
Ao acender os faróis do carrinho, depois de curva acentuada, notou que uma antiga Rural saiu de estradinha vicinal e começou a seguir-lhe. Perigosamente, sem guardar a distância regulamentar. Quase se encostando ao para-choque traseiro.
Preocupado, acelerou mais e mais o Fusquinha. No que foi seguido pela camioneta. 
Daí, chegaram à outra curva e Aécio enxergou dois bezerros na via. Em atitude rápida, conseguiu desviar-se, enquanto notava que seus seguidores não possuíram a mesma destreza e chocaram-se com os animais.
Transcorridos alguns minutos, decidiu parar e aguardar. Como o veículo não passava, veio à dúvida quanto ao que ocorrera. Teria o acidente provocado danos pessoais? - indagou-se. Foi, então que, por dever de consciência, retornou ao local para cientificar-se dos detalhes da ocorrência.
Ali, os novilhos mortos e jogados ao lado. A Rural com a frente avariada e vazando água do radiador. E três velhinhos, atônitos, resmungando e olhando a lastimável cena.
O aparentemente menos longevo, ainda nervoso, explicou: “Nosso carro está sem os faróis. Quando passou no Volks, resolvemos sair na cola, com você de guia. Só que você viu e se desviou dos bichos e nós não. E pei-bufo!”.

(*) Geraldo Duarte é advogado, administrador e dicionarista.

SUA CIDADE NO PASSADO

MOSSORÓ-RN NOS ANOS 40
Uma antiga imagem na Rua do Comércio (Cel. Vicente Saboya), Mossoró/RN. Provavelmente, anos 40. (Fonte Renato Borges de Sousa)

CIRCULA NA INTERNET

CONTRAN ALERTA: MULTA POR SOM IRÁ VARIAR CONFORME ESTILO MUSICAL 

O Contran divulgou recentemente os valores que serão aplicados aos motoristas que estiverem ouvindo som alto. O agente de transito poderá multar o motorista que esteja ouvindo som alto dentro do carro e que esse som possa ser ouvido do lado de fora. A nova lei pegou muita gente de surpresa, principalmente em plena campanha eleitoral, período em que muitos candidatos disputam o segundo turno e abusam do vale tudo na hora de conseguir votos, inclusive fazendo uso de carros de som. A Resolução nº 624 do Contran estipula uma tabela de valores para o motorista que perturbar o sossego público, as multas variam de R$ 307,00 a R$ 1.400,00. Segundo a portaria segue a tabela:

Música Brega (Pablo, Reginaldo Rossi, etc) -  R$  307,00
Axé, Ivete Sangalo e afins  ...........................R$  380,00 (+ cesta básica)
Pagode  …………………………….................  R$  398,00
Funk  …………….......................................R$1.400,00    (+ obrigatoriedade de apresentar diploma de conclusão do Ensino Primário)
Carro da Pamonha, do Sonho e  Verduras .....    R$ 900,00
Música da Simone (Natal)............................     R$ 690,00 (+ 3 meses de reclusão)
Carro de candidato.......................................... R$ 527,00
Segundo o Contran, esses valores não podem ser parcelados e ficará registrado no nome do motorista. 

IMAGEM DO DIA

Uma belíssima imagem aérea de Fortaleza-CE-Brasil destacando a ponta do Mucuripe.

PIADA DO BLOG

O ADVOGADO “PÃO-DURO”
O padre precisava com urgência de dinheiro para as obras assistenciais da paróquia e resolve ligar para o advogado famoso da região, homem rico, porém muito pão-duro.
- Muito bem - responde o advogado, após ouvir o discurso do pároco - o senhor parece conhecer muito bem meu patrimônio e minha renda, mas com certeza desconhece outros detalhes da minha vida. O senhor sabe, por acaso, o valor do tratamento de minha filha excepcional? - Pergunta o advogado.
- Hmmm, não, não sei... - responde o padre, constrangido.
- E o senhor sabe, por acaso que eu tenho também um filho cego e tetraplégico? - Prossegue o advogado.
O padre não consegue nem falar, tamanho o constrangimento.
- E o senhor sabe também - continua o advogado, já muito irritado - que o marido da minha irmã morreu num acidente de trânsito deixando-a com três filhos e sem um tostão?
 - Desculpe, realmente não sabia... - diz o padre, morrendo de vergonha.
- E você acha que se eu não dou um tostão para eles, vou dar para suas obras?

TEXTO DO BLOG

O CEARÁ EXPORTA ÁGUA PARA O EXTERIOR
por Engº Cássio Borges*

Falando sobre a grave situação atual do açude Coremas, no Estado a Paraíba, “que está com apenas 3%”, o pesquisador João Suassuna, da Fundação Joaquim Nabuco, de Pernambuco, diz que “a geração de 4 MW de energia na hidrelétrica instalada no referido reservatório é, de fato, a grande responsável pela situação caótica em que se encontra a distribuição de água para a população de cinco grandes cidades daquele Estado”. E afirma: “ O povo irá pagar um preço muito elevado com essa falta de transparência na condução da gestão da água no açude Coremas. O colapso será iminente”.
Comentando a situação crítica em que se encontra o açude Coremas, o competente hidrogeólogo,  José Tomaz do Patrocínio Albuquerque, ex-SUDENE, da Universidade Federal da Paraíba, assegura que “o problema da falta de água no Nordeste seco está na má gestão dos seus recursos hídricos”.     O caso do Açude Coremas é semelhante ao do açude Castanhão, no Ceará. Aqui, também, os doutos projetistas desse açude também previram uma hidroelétrica de 12 MW nessa barragem, que, felizmente,  ela nunca foi instalada. Não tem nenhuma lógica uma barragem de estiagem na região nordestina ser, também,  destinada, para geração de energia.  O presente caso do açude Coremas é uma prova insofismável   do que estamos dizendo.       
Entretanto, os gestores da água no  Estado do Ceará cometem erro semelhante ao não controlar a água dos açudes que, ainda  este ano, em plena seca, segundo nos consta,  continua sendo usada para irrigação para atender  interesses de poderosos grupos empresariais  ligados a essa atividade.  Enquanto isto, a população cearense está sendo sacrificada exigindo-se a  enormes sacrifícios para racionar o uso deste insumo em suas residências. Temos informações de que é  no chamado Eixão das Águas onde está o maior consumo de água para fins  econômicos chegando a se equivaler ao consumo de grande parte da Região Metropolitana de Fortaleza. Qualquer um pode usar a água que quiser, desde que pague o preço cobrado pela COGERH, que dispõe de cerca de 700 funcionários para este objetivo.
Observa-se que a gestão dos recursos hídricos no Ceará se resume na venda da água dos açudes do DNOCS, que já alcançou, segundo nos consta,  a elevada arrecadação anual de US$ 100 milhões decorrente da exportação de frutas e hortaliças para a Europa e Estados Unidos, lembrando que para cada quilo de melão exportado é agregado cinco litros de água para sua produção.  São milhões de metros cúbicos de água exportados pelo Porto do Pecém.  E nós, os otários consumidores de água, é  que estamos pagando pela incompetência  e falta de transparência dos que estão à frente da gestão deste importante insumo em nosso Estado.

(*) Cássio Borges é engenheiro civil, ex-Diretor  Regional do DNOCS e de sua Diretoria de Planejamento, Estudos e Projetos

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

CITAÇÃO DO DIA

“A vida é ainda comparável a um carro, onde podemos assumir o volante e dirigir ou entregar a direção na mão de outras pessoas, e aceitar o caminho que elas resolverem seguir, mesmo que seja o oposto do que desejamos. Aceitamos calados, deprimidos, pois a nossa vontade nem sempre é levada em conta. É por isso que muitos reclamam demais da vida, falta coragem para assumir a direção. A vida pede que cada um aceite a sua cota de responsabilidade e mesmo sem saber dirigir muito bem, que cada um pegue o seu volante e vá descobrir novos caminhos, cair em buracos, armadilhas na estrada e acabar descobrindo ao lado da pista de terra, há uma linda avenida pavimentada com capricho, onde você pode seguir seguro, com tranquilidade e até muito conforto. A vida só pede uma decisão diária: você vai sentar e assumir o controle do seu carro", ou vai continuar pedindo que os outros dirijam para você? Não tenha medo de dirigir, ainda que você não saiba o caminho, existe e sempre existirá um Guia seguro que pode levar você de qualquer lugar para o destino desejado. No nosso caso, a vida é o carro, o motorista é você, o caminho é o dia, o destino a Luz, e o guia, é claro, só pode ser Jesus.  Boa viagem!”  (RIVALCIR LIBERATO)

CHARGE DO DIA


RAPIDINHAS DO BLOG...

JURO DO CHEQUE ESPECIAL SOBE A 324,9%, E ROTATIVO DO CARTÃO CHEGA A 480,3%
A taxa de juros do cheque especial subiu em setembro e atingiu 324,9% ao ano, segundo dados divulgados nesta semana pelo Banco Central.  É a taxa mais alta desde julho de 1994, quando a pesquisa começou a ser feita. O resultado do cheque especial mostra uma alta de 3,8 pontos percentuais em relação a agosto e um salto de 61,2 pontos na comparação com setembro de 2015. Os juros do rotativo do cartão de crédito também tiveram alta e ficaram em 480,3% ao ano. Houve aumento de 5,3 pontos na comparação com agosto, e um salto de 66,1 pontos em relação a setembro do ano passado. Também é a maior taxa registrada desde 2011, início da série histórica. Os dados são referentes apenas aos juros cobrados das famílias. Esses são números médios e podem variar para cada situação específica, porque os bancos oferecem taxas diferentes de acordo com o plano contratado pelo cliente e a relação entre eles (quem tem mais dinheiro no banco paga menos taxas). Confira a variação de outras modalidades de crédito monitoradas pelo BC:
·         Cartão de crédito parcelado: de 152,2% ao ano em agosto para 154,7% ao ano em setembro;
·         Crédito pessoal não-consignado: de 132,3% ao ano em agosto para 135,1% ao ano em setembro;
·         Crédito pessoal consignado: manteve, em setembro, os 29,3% ao ano registrados em agosto;
·         Crédito renegociado: de 53,1% ao ano em agosto para 54,9% ao ano em setembro;
·         Compra de veículos: de 26,2% ao ano em agosto para 26,1% ao ano em setembro;
·         Compra de outros bens: de 92,8% ao ano em agosto para 96,6% ao ano em setembro;
·         Financiamento imobiliário: de 11,1% ao ano em agosto para 11% ao ano em setembro. 

EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA SUBIRAM 66 MILHÕES DE TONELADAS NO PAÍS
O Brasil emitiu 66 milhões de toneladas de gases de efeito estufa a mais em 2015 do que no ano anterior. O dado, divulgado nesta semana, representa um aumento de 3,5% nas emissões brasileiras no período. Foi emitido 1,927 bilhão de toneladas brutas de gás carbônico equivalente (CO2 e a soma de todos os gases convertidos em dióxido de carbono) no ano passado. Em 2014, era 1,861 bilhão de toneladas, de acordo com o novo levantamento do Seeg (Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa), plataforma criada pelo Observatório do Clima. Pará, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo são os Estados que mais emitiram gases do efeito estufa. O nível de emissões está no mesmo patamar de 2010, quando o Brasil começou a implementar as metas com as quais se comprometeu em 2009, em Copenhague (COP 15), de cortar as emissões de gases de efeito estufa  entre 36,1% e 38,9%  "Temos de reduzir o desmatamento pela metade para cumprir a meta, mas em vez disso ele está aumentando." (Tasso Azevedo, coordenador do Seeg).  A crise teve reflexo nas emissões do setor de energia, que apresentaram pela primeira vez desde 2009 uma queda (5,3% no ano passado), mas não tiveram nenhum impacto no desmatamento. Segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a taxa anual de perda da Amazônia, entre agosto de 2014 e julho de 2015, cresceu 25% em relação ao período anterior. "A emissão de gases está crescendo mesmo com a recessão econômica. Precisamos tirar o acordo de Paris do papel, precisamos falar sério sobre as metas de redução", afirmou Carlos Ritti, secretário executivo do observatório do Clima. O setor de mudança do uso do solo foi historicamente a principal fonte de gases de efeito estufa no Brasil, mas a queda do desmatamento de cerca de 80% entre 2004 e 2012 tinha sido o principal motivo pelo qual o país diminui sua contribuição com o aquecimento global. Segundo o levantamento, agora, porém, houve uma alta de 12% das emissões por mudança do uso da terra, considerando todos os biomas. Apesar das ações adotadas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, dados publicados pela ONU (Organização das Nações Unidas), na segunda-feira (24), mostram que o volume desses gases atingiu as maiores proporções já vistas. Em 2015, a concentração de CO2 e outros elementos bateu um novo recorde. Para a instituição, essa tendência vai deixar o mundo "mais perigoso".

EMPRESA CANADENSE ENSINA ROBÔ A AGIR COMO HUMANO
Você encomendou um robô pela internet e ligou a máquina em casa. No começo ele não faz muita coisa, limita-se a te seguir e a observar a sua rotina diária: levar o cachorro para passear, preparar lasanha, lavar a louça. Mas em pouco tempo o robô aprende a ser seu substituto, assumindo as tarefas do dia a dia e deixando você se concentrar em outras mais interessantes. Esse é o mundo que Suzanne Gildert e Geordie Rose vislumbram. Eles administram a Kindred, uma companhia de inteligência artificial ultrassecreta com sede em Vancouver, no Canadá, parcialmente financiada pelo braço de venture capital do Google. Gildert e Rose criaram a Kindred com o princípio de que a melhor forma de tornar os robôs tão inteligentes quanto os humanos é colocá-los no nosso lugar e fazer com que aprendam como nós aprendemos. Com a ajuda de um conselho de especialistas em inteligência artificial, ou IA, a Kindred já está progredindo rumo a esse objetivo audacioso. "É sempre melhor ter humanos e inteligência artificial trabalhando juntos para controlar os robôs do que deixar cada um por si", disse Rose, no escritório da Kindred, localizado em um histórico edifício de tijolos em frente à vila olímpica construída para os Jogos de Inverno de 2010. Ensinar os computadores a aprenderem por conta própria é o objetivo principal das pesquisas em inteligência artificial. As maiores empresas de tecnologia do mundo, como o Facebook, o Google e a chinesa Baidu, estão correndo para desenvolver as melhores técnicas. Ocorreram inovações no campo de reconhecimento de fala e de imagens, mas as máquinas ainda têm dificuldades para realizar tarefas físicas básicas, como apanhar objetos. A melhora da destreza física dos robôs é o primeiro problema que a Kindred está tentando solucionar. Gildert, física por formação, teve a ideia de usar o controle humano para treinar algoritmos robóticos quando trabalhava na D-Wave, companhia fundada por Rose que se transformou em potência da computação quântica, uma tecnologia esotérica que dribla as leis da física para analisar dados mais rapidamente do que as máquinas tradicionais. Gildert estava tentando descobrir a melhor maneira de treinar as máquinas a se moverem como os humanos, mas, diferentemente dos algoritmos de reconhecimento de imagens, capazes de avaliar grandes quantidades de fotos na web, não havia um conjunto óbvio de dados para treinamento. "Isso não existe", disse Gildert. "Em um momento de inspiração dissemos 'um humano poderia oferecer esses dados de treinamento movimentando o robô e se queremos bons dados de treinamento, precisamos de uma situação de imersão". Gildert e Rose deixaram a D-Wave em 2014 para fundar a Kindred. Desde então, montaram cerca de 50 robôs para teste. Em um experimento típico, um operador humano veste um headset de realidade virtual para "ver" o que o robô está vendo e utiliza controladores de mão para ajudar a máquina a apanhar um objeto. Todas as vezes que o humano ajuda o robô o algoritmo utiliza a informação para aprender e para tornar a máquina mais inteligente ao longo do tempo. "A oportunidade aqui de construir máquinas de uso geral que possuem a infinidade de recursos que os humanos têm é sem precedente", disse Rose.

ARTE NO BLOG

A ARTE DE GUSTAVE COURBET – PARTE 03 
Pintor francês, nasceu em 1819 e morreu em 1877. Foi enorme a influência de Courbet. Combatendo a arte acadêmica convencional, criou um estilo enérgico que dá nova importância aos menores fatos da vida cotidiana, abrindo caminho aos impressionistas. 

Fonte: Saber Cultural

RECEITA DO BLOG

RECEITA DE LAGARTO AO MOLHO MADEIRA
INGREDIENTES
·         2kg de lagarto
·         100g de manteiga ou margarina
·         1 cebola grande
·         1 cenoura
·         2 folhas de louro
·         1 tablete de caldo de carne
·         Sal a gosto
·         1 copo tipo requeijão de suco de laranja (concentrado)
Molho
·         1 colher (sopa) manteiga ou margarina
·         1 colher (sopa) de cebola ralada
·         1 colher (sopa) mostarda
·         1/2 xícara (chá) molho de soja
·         1 xícara (chá) vinho tinto
·         1 xícara (chá) caldo da carne
·         1 colher (sopa) de farinha de trigo
·         Temperos a gosto

MODO DE PREPARO
1.     Em um recipiente coloque a carne e tempere com sal, caldo de carne em pó, folhas de louro e suco de laranja.
2.     Deixe no tempero por aproximadamente 1 hora a 1/2 hora (para pegar gosto).
3.     Na panela de pressão derreta a manteiga e frite o lagarto de ambos os lados.
4.     Junte o caldo do tempero, a cebola e a cenoura (inteiras).
5.     Cozinhe por aproximadamente 1 hora.
6.     Após cozinhar, fatie e regue com o molho madeira.
Molho madeira
1.     Em uma frigideira derreta a manteiga e refogue a cebola picada.
2.     Adicione a farinha, caldo do cozimento da carne, molho de soja, pimenta e a mostarda.
3.     Mexa
4.     Cozinhe adicionando o vinho aos poucos até obter um caldo meio grosso, por aproximadamente 5 minutos. 

CIRCULA NA INTERNET

MUITO CUIDADO COM ESSA PRAGA...

IMAGEM DO DIA

Uma beleza de imagem na região das vertentes na nossa amada Praia de Tibau-RN-Brasil.

PIADA DO BLOG

O PRESENTE DO ALFREDÃO
O grande filósofo Alfredão realizando a sua caminhada matinal no calçadão da Beira Mar de Fortaleza-CE com o seu amigo Borjão, surge o seguinte diálogo:
— Borjão sabe o que eu dei de aniversário pra minha mulher Rosicléa?
— Claro que não, né! — respondeu Borjão — O que você deu?
— Um anel de brilhantes!
— Alfredão! Você deve ter gasto uma fortuna! Por que você não deu uma coisa mais barata pra ela? Uma TV, por exemplo!
E o Alfredão com a cara de safado respondeu:
— Tá louco Borjão? Onde é que eu ia arrumar uma TV falsa?

TEXTO DO BLOG

A ESQUERDA DE BANDEIRAS ENROLADAS
por Gaudêncio Torquato*

Onde estão as bandeiras da esquerda? O que pode ser ainda eixo do discurso da esquerda no Brasil? Depois da estrondosa derrota do PT e da pequena movimentação que eleva em alguns pontos a posição do PSOL no espectro ideológico, torna-se bastante difícil enxergar colheitas vermelhas (identificadas nas roças da esquerda) no território. É claro que não se pode afirmar que a cor vermelha se apagará na paisagem, eis que grupamentos como MST, CUT, MTST e outros minúsculos enclaves ainda se vestirão com o manto cor de sangue. Mas as bandeiras da esquerda, no sentido do discurso, estas, sim, passarão um bom tempo esquecidas no baú.
Nesses tempos de alta tensão política, com o desdobramento do processo de investigação pela Operação Lava Jato, a preocupação central dos atores políticos é a de sobreviver aos sobressaltos. Se os inputs ideológicos sofrem refluxo na esteira das crises econômicas que têm abalado as Nações, imagine-se o que se infere sobre a esquerda brasileira quando sua fortaleza avançada – o PT – é derrubada por bombardeios devastadores. E mais: quando o país ingressa na maior recessão de sua história. Desde os tempos do mensalão, o Partido dos Trabalhadores tem sido considerado o eixo central da engrenagem de corrupção que consome os recursos do Estado. Logo, seu discurso de “esquerda” deixou de receber endosso. Passou a ser mentiroso.
O DISCURSO DE ESQUERDA
Afinal, o que seria de esquerda para os ideólogos petistas? Dar ao Estado uma conformação paquidérmica; locupletar a máquina administrativa com milhões de militantes; fechar as empresas do Estado para qualquer iniciativa que implique abertura de programas e compartilhamento de ações com a iniciativa privada; e promover uma gastança sem fim, na crença de que os recursos do Tesouro são infinitos. Por aí se mede o tamanho do legado esquerdista que o arquipélago petista gostaria de imprimir ao país. O fato é que nem aqui nem alhures a esquerda consegue expandir seu roçado. Ao contrário, o que tem ocorrido é uma ligeira inclinação à direita, sob o empuxo de forças do mercado, que tentam buscar alternativas para os gargalos das economias em todos os recantos.
É evidente que o Estado deverá continuar a deter seu papel de controle e intervenção quando as crises assim o exigirem. Isso foi o que aconteceu na crise de 2008, quando a maior democracia ocidental, os Estados Unidos, se obrigou a intervir no mercado e a controlar os rumos da economia. Mas o fato é que o Estado não tem cumprido suas tarefas e funções, ante a inexorável pressão de populações desassistidas e carentes. Os serviços públicos têm entrado em situação de penúria. Os equipamentos das estruturas de saúde, educação e mobilidade são precários e defasados. Ante as demandas crescentes, por parte de conjuntos cada vez mais críticos e exigentes, o Estado só tem uma alternativa: repartir suas funções com a iniciativa privada.
Essa é a radiografia que remanescentes da ortodoxa esquerda não querem enxergar. Por isso, abrem suas tubas de ressonância para deflagrar campanhas negativas contra gestores e representantes que pregam o avanço e jogam suas fichas no tabuleiro da modernidade. O presidente Macri, na Argentina, tenta viabilizar uma administração voltada para salvar a economia do país. Por aqui, é visível o esforço do governo Temer para tirar o país do buraco mais fundo de sua história econômica. A economia é o foco da administração. Azeitada, a locomotiva econômica puxará os carros do trem para os trilhos, garantindo recursos para pagar os aposentados, expandindo o mercado de trabalho, consolidando os eixos da educação de qualidade, garantindo investimentos na infraestrutura.
O DISCURSO DO AVANÇO
Na maior metrópole do país, São Paulo, o prefeito eleito, João Doria, promete agir sob o mesmo espírito de modernização das estruturas. Teremos uma máquina menor, mais funcional, mais ágil, tocada por quadros qualificados. Em muitos municípios, entre os 5.668, o discurso de avanços poderá dar o tom do novo ciclo político-administrativo que se inicia. Não há mais condições para que velhas práticas da administração e da política continuem a ser usadas. Daí a necessidade de um choque de cultura. Os grupos que agem no entorno do Estado precisam mudar  comportamentos. As Centrais Sindicais constituem um exemplo. Parecem arremedos do sindicalismo de proveta. Lutam para receber contribuições cada vez mais gordas do sistema confederativo. E usam recursos para aumentar ricos patrimônios com imóveis e instalações suntuosas.
Os partidos políticos, por sua vez, haverão de ganhar escopos conceituais, de forma a criar e a preservar uma identidade. Não são necessários mais que 10 a 15 partidos. Cláusulas de desempenho – votação acima de um teto em um determinado grupo de Estados – condicionarão sua existência. Sua participação nas administrações se faz necessária, até porque a meta de um partido é alcançar o poder. Mas os entes devem fazer indicações meritórias, quadros preparados e tecnicamente capacitados para exercer os cargos. A responsabilidade no campo da administração pública se fará absolutamente necessária. De forma que serviços malfeitos, desleixo, apatia, desorganização, falta de zelo por parte dos gestores implicará seu imediato afastamento das estruturas públicas nos três níveis da administração – União, Estados e Municípios.
Transparência e controle – eis dois valores que haverão de ganhar força nos próximos tempos. A abertura dos canais da administração dará clareza aos contratos, propiciando disputas ordenadas por critérios de justiça. Controlar o fluxo e o cronograma de obras será fundamental para dar eficiência à administração pública, ao mesmo tempo em que aumentará o grau de confiança dos cidadãos em seus gestores.
Não há como inserir a tecla da “esquerda” nessa planilha de conceitos e valores. Por isso mesmo, sugere-se aos retardatários que ainda não chegaram ao século XXI, que despertem de seus sonhos. Parecem  ter adormecido antes da queda do Muro de Berlim e ainda não despertaram. Abram os olhos antes que sejam jogados no monturo das coisas rotas e sem uso.

(*) Gaudêncio Torquato, jornalista, é professor titular da USP, consultor político e de comunicação Twitter@gaudtorquato

INDICADORES DO BLOG

BOVESPA
O principal índice da Bovespa fechou em alta na quinta-feira (27), retomando o patamar dos 64 mil pontos perdido no início desta semana e renovando máximas desde abril de 2012, com os ganhos de bancos entre os principais destaques positivos da sessão. O Ibovespa avançou 0,66%, a 64.249 pontos – maior patamar desde a de abril de 2012 (65.216).

COMMODITIES
UNIDADE
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Petróleo (Brent)
Barril
US$ 48,420
US$ 48,440
+0,31%
Ouro
Onça troy
US$ 1268,100
US$ 1268,900
-0,03%
Prata
Onça troy
US$ 17,605
US$ 17,704
+0,41%
Platina
Onça troy
US$ 963,200
US$ 965,300
0,0%
Paládio
Onça troy
US$ 610,000
US$ 616,000
+0,04%

CÂMBIO
COMPRA
VENDA
VARIAÇÃO
Dólar com.
3,1535
3,1555
+0,42%
Dólar tur.
3,0100
3,3300
+0,91%
Euro
3,4534
3,4573
+0,89%
Libra
3,8552
3,8604
+0,41%
Pesos arg.
0,2088
0,2091
+1,16%

INDICADORES
VALOR
ATUALIZAÇÃO
Salário Mínimo
R$ 880,00
2016
Global 40
+112,32%
27.Out.2016
TR
+0,18%
27.Out.2016
CDI
+13,88%
27.Out.2016
SELIC
+14,0%
20.out.2016
IPCA
+0,08%
set.16

INFLAÇÃO
ÍNDICE
MÊS
VALOR
IPCA
Set.16
+0,08%
IPC-Fipe
Set.16
-0,14%
IGP-M
Set.16
+0,2%
INPC
Set.16
+0,08%